Resenha: AS PEÇAS INFERNAIS

21:15:00

Meu dia preferido da semana, no blog, chegou. Eu amo falar sobre os meus livros e os de hoje são os donos do meu coração. Até iniciar a história dos Caçadores de Sombras, eu achei que nenhum outro livro pudesse tomar meu coração além de Harry Potter, que até então eram meus favoritos.

Eu iniciei a história pela coleção errada, mas em momento algum, deixou a desejar. Por isso, independente se você iniciar os livros pela coleção O Instrumentos Mortais quanto por As Peças Infernais, entenderá a história do mesmo jeito. Obviamente se lê-los por sequência do volume um ao último de cada coleção. Mas hoje falarei de As Peças Infernais e na semana seguinte, Os Instrumentos Mortais.


Anjo Mecânico: Tessa Gray tem apenas 16 anos e, mesmo parecendo ser uma mocinha indefesa, precisa cruzar o oceano de Nova York à Londres vitoriana para encontrar o irmão mais velho. Com a morte da tia Harriet, ela não tem outra escolha senão ir morar com Nathaniel, o único parente vivo. Porém, para sua grande surpresa, ao desembarcar, Tessa é imediatamente sequestrada pelas irmãs Black e Dark, duas senhoras nada simpáticas que também mantêm Nathaniel em cativeiro. A segunda novidade é que a srta. Gray não é nem um pouco indefesa. Dona do estranho poder de se transformar em qualquer um ao tocar em algum pertence dessa pessoa, a menina é um objeto valioso para os membros do Clube Pandemônio, uma organização secreta mantida pelas Irmãs Sombrias. Como nada no Submundo escapa do conhecimento dos Caçadores de Sombras, Tessa é logo resgatada por eles, encontrando abrigo no Instituto de Londres. Mas as portas do esconderijo, que só podem ser abertas por Caçadores de Sombras, protegem Tessa apenas parcialmente. Do lado de fora está se desenvolvendo uma verdadeira caçada em seu nome, e o Magistrado fará qualquer coisa para tê-la sob seu poder. Com ajuda de bizarras máquinas humanoides, os autômatos, o novo líder das forças do mal em Londres se infiltrará na cidade, nos becos do Submundo e em todo o caminho, até alcançar o coração dos Caçadores de Sombras. Junto ao temperamental e misterioso Will e seu melhor amigo James, cuja frágil beleza esconde um terrível segredo, Tessa vai aprender a usar seu poder e conquistar um lugar ao lado deles na batalha. Tudo isso para tentar descobrir quem é o Magistrado e qual é a origem de sua habilidade sobrenatural. E sem que ela se esqueça, é claro, de tentar controlar a atração que sente pelos dois garotos. Afinal, muitas vezes o amor é mais poderoso do que qualquer magia.

Príncipe Mecânico: Mesmo devidamente estabelecida em Londres, Tessa ainda não sabe bem qual é seu lugar no mundo. Viver junto aos Caçadores de Sombras, sob o teto do Instituto controlado por Charlotte, lhe trouxe mais perguntas do que respostas. Axel Mortmain e seu exército de criaturas mecânicas: para qual finalidade precisam tanto de Tessa? Esse misterioso poder de se transformar em qualquer pessoa seria habilidade de uma feiticeira ou produto de uma miscigenação ainda desconhecida? Will Herondale: completamente maluco ou... completamente maluco? Tudo que sabe é que sua vida agora está diretamente ligada aos propósitos dos Nephilim e, quando forças inimigas dentro da Clave ameaçam afastar Charlotte do seu posto, Tessa teme pelo próprio futuro. Benedict Lightwood, apenas um dentre os traidores que rondam o Instituto de Londres, está mais interessado do que nunca em assumir o poder. Essa possibilidade coloca a todos em uma corrida contra o tempo, em que Charlotte precisa deter Mortmain para provar que é capaz de manter o Submundo sob controle. Para tanto, Tessa, Will e Jem viajarão até Yorkshire, conhecerão conhecerão os covis mais imundos da periferia de Londres e frequentarão festas com "pessoas" de todos os tipos. Não bastando todos esses problemas, Tessa está cada vez mais vulnerável a corda bamba entre Will e Jem. O comportamento autodestrutivo do primeiro praticamente a empurra em direção ao segundo. Quanto mais próxima de Jem permanece Tessa - sentindo-se pela primeira vez segura e amada nos braços de alguém -, mais percebe uma percebe uma força oculta puxando-a de volta para Will. Talvez fosse mais simples se entregar a Jem se Will não estivesse começando a dar estranhos sinais de mudanças. Parece que a busca por Mortmain está desenterrando segredos capazes de fazer ruir o muro que o belo Caçador de Sombras ergueu para si. E se até mesmo o surgimento de um novo Will é possível, fica difícil imaginar quais as surpresas que os projetos de Mortmain lhes reservam. Enquanto a perigosa busca pelo Magistrado e pela verdade conduz os três ao perigo, Tessa vai descobrir que, juntos, o amor e a mentira são capazes de corromper até o mais puro dos corações.

Princesa Mecânica: AS PEÇAS INFERNAIS NÃO TEM PENA. AS PEÇAS INFERNAIS NÃO TEM ARREPENDIMENTO. AS PEÇAS INFERNAIS NÃO TEM NÚMERO. AS PEÇAS INFERNAIS JAMAIS DEIXARÃO DE VIR. Tessa Gray devia estar feliz. Todas as noites não o são? No entanto, ao se preparar para o casamento, uma rede de intrigas e perigo começa a envolver os Caçadores de Sombras do Instituto de Londres. Um novo demônio surge... Ligado, por sangue e segredo, a Mortamin e á cruzada deste para destruir a humanidade e seus guardiões celestes. E o Magistrado precisa apenas de um último item para libertar o caos. Um último detalhe pra legar a seus exército de autômatos, as Peças Infernais, a invencibilidade. Charlotte Branwell, líder do Instituto, tenta de tudo para encontrar Mortmain antes que este ataque. E Jem e Will, ambos com direitos iguais no coração de Tessa, fariam qualquer coisa para salvá-la. E, embora Jem e Tessa estejam noivos, Will ainda ama a jovem com devoção febril. As últimas palavras de um Caçador de Sombras fornecem a pista para o paradeiro de Mortmain. Mas seu pequeno grupo não é páreo para os autômatos, e o Cônsul não acredita na ameaça iminente. Abandonados por seus aliados, os Caçadores se veem num impasse quando Mortmain reúne em seu poder todo o estoque da droga que mantém Jem vivo. Com a morte do parabatai à porta, Will fará de tudo, sacrificará mais do que seria possível, pra salvar a garota que ambos amam. Para ganhar tempo e ajudar Will, o feiticeiro Magnus Bane se une a Charles Branwell na invenção de um dispositivo que pode acabar com a vantagem do Magistrado. Enquanto trabalham juntos para salvar Tessa e todos os Caçadores de Sombras, a menina percebe que somente ela tem a chave para a liberdade. Pois, com a descoberta de sua real natureza, Tessa pode se tornar mais poderosa que até ela mesma imagina. Mas pode apenas uma garota, mesmo com o poder do Anjo, vencer um exército inteiro?

Minha opinião: embora eu seja muito suspeita para dar opinião, creio que com o resumo dos livros vocês podem perceber que existe uma mistura de muitos sentimentos nessa história, principalmente em relação ao trio Tessa, Will e Jem. A jovem encontrou, não apenas um grande amor, mas dois. O destino permitiu muitas surpresas para eles. Na quinta-feira passada, quando terminei a trilogia, fiz uma publicação no Twitter sobre o sentimento que me preencheu no fim da história. Vazio... Foi um vazio tão grande, vazio que ainda está aqui dentro - e que creio não ir embora - que me permitiu chorar tão intensamente quando chegou ao fim. Foi a história mais envolvente que já tive o prazer de ler. Eu não sei explicar direito este sentimento que se alocou aqui dentro, só sei que eu fiz parte dessa história. Me entreguei não somente de mente, mas de corpo e alma também. Minha opinião é a melhor possível. Um ponto super positivo é que, a autora teve o cuidado de colocar em cada capítulo, trechos de livros que foram publicados na época que a história foi escrita. Livros cujo qual a personagem principal, Tessa, teria lido. Como também fez o possível para descrever a Londres vitoriana de forma mais parecida com que foi. A autora me ganhou com a escrita, onde flutuei das primeiras palavras às últimas.Sem dúvida, ainda lerei muitas vezes essa trilogia. Pois, só de pensar que acabou, já começo a chorar.

Para quem gosta de livros de fantasia, estes são um ótimo pedido.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

3 comentários

  1. Me bateu uma vontade de reler a trilogia depois de ler esse seu post. Eu adoro Os Instrumentos Mortais mas com certeza a trilogia As Peças Infernais está na minha lista de livros favoritos ♥ Gostei bastante do final de Princesa Mecânica, acho que a Tessa merece aquilo.
    E agora eu estou louca para ler Dama da Meia-Noite e The Last Hours *-*

    http://www.epilogoembranco.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pensa exatamente como eu, o desfecho da história foi simplesmente maravilhoso, eu chorei muito. Faz umas três semanas que terminei de ler e já estou morrendo de saudades daquele trio. Foram muitas emoções numa história só. To quase deixando de lado os outros que tenho pra ler e relendo eles.

      Excluir
  2. Já me infernizam pra ler essa trilogia a um tempo, mas tenho que terminar de ler Os instrumentos mortais primeiro e só depois partir pra peças infernais, essa resenha só fez com que eu sentisse mais vontade de ler, socorro! E só digo uma coisa se for envolvente como todos os livros de Cassandra são: Acho que eu sou a próxima a ter esse vazio após fim de leitura hahaha. Ótima resenha parabéns!

    http://meraconfusao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter