O dia em que resolvi mudar...

18:12:00

Sabe quando você acorda com aquela sensação diferente no seu interior? Um dia acordei assim. Demorei um tempo para identificar o que poderia ser. O que havia de tão errado assim na minha vida, a ponto de ter essa sensação? Foi então que descobri que dentro de mim nascia uma imensa necessidade de mudar.

Mas mudar o que? Eu não fazia ideia do que poderia ser e se não parasse para refletir, talvez nunca saberia... Isso já estava me incomodando demais. Foi então que, ao passar em frente ao espelho, eu parei e fiquei alguns minutos olhando para meu reflexo. E, de repente, tive um estalo na mente. Naquele momento, tudo ficou claro.

Eu necessitava mudar não só o corte de cabelo e o estilo de me vestir, mas tudo. Era uma necessidade de sobrevivência. Se no passado eu achava que isso aconteceria? Não. Nunca nem imaginei que, algum dia, eu poderia acordar e decidir mudar completamente. Eu necessitava refazer minha vida. Basicamente, eu precisava matar o presente, mas principalmente, o passado. Para então, começar do zero.

Até o momento, não posso dizer que descobri o motivo que desencadeou tudo isso. Só sei que minha vida e meus sonhos gritavam, desesperadamente, pelo novo. Comecei a correr atrás de sonhos esquecidos. Aqueles em que ninguém colocava fé e nem apoiavam, que diziam não ter futuro.

Mas quem são eles para dizer isso? Quem faz meu futuro sou eu, não é mesmo? Então, somente eu, posso mostrar o que terá futuro ou não. Somente eu, posso decidir o que fazer da minha vida e do meu futuro. E eu decidi viver dos meus sonhos. Decidi ser o melhor que eu poderia ser. Simplesmente, decidi ser eu mesma.

Me empenhei em buscar ajuda. Criar um blog. Procurar informações. Buscar cursos para me aperfeiçoar no que gosto. E comecei a abrir a mente e também o coração. Fiz um corte de cabelo novo. Estou numa constante mutação...

Sabe aquele coração machucado e quebrado em milhares de pedaços? Ele está se recuperando aos poucos. Juntando seus cacos e remendando. É claro que, ele nunca mais será o mesmo. Pois um coração partido perde a ingenuidade, pureza e inocência. Mas com doses certas de amor próprio e paciência, ele se recupera.

Querem saber o que descobri até agora? Descobri que posso tudo que quero, se eu souber ter calma e paciência. Descobri que meus sonhos, por mais que sejam loucos, são sim, possíveis. Descobri que não preciso do amor de ninguém para me sentir amada. Se eu não me amar exatamente do jeito que sou, sem tirar nem pôr, quem irá?

A cada dia que passa venho descobrido mais coisas sobre mim. Aliás, descobri que sou uma vencedora. Eu venci a vida e seus desafios até agora. Lutei pela minha sobrevivência. Por que faria  o contrário justamente agora?

O resultado final? Não sei. Pois não chegou ao fim, e só chegará quando a morte bater à porta. Até lá? Bom, até lá serei uma metamorfose ambulante. Meu único objetivo é nunca perder minha essência. E, se assim eu servir de algum exemplo para alguém, o objetivo será cumprido.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

8 comentários

  1. Orgulho resume o que estou sentindo ❤

    ResponderExcluir
  2. Gabriela,
    adorei o texto!
    Acredito que a nossa vida é repleta desses momentos de mudança, isso significa que estamos amadurecendo, evoluindo e entendendo que em primeiro lugar deve estar nosso amor por nós!
    beijos!

    http://pausananeura.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tuas palavras. Mas é tão ruim quando, as vezes, esquecemos de tudo isso né?

      Excluir
  3. Respostas
    1. Oi Carol, tudo bem?
      Fico muito feliz em ler isso. É gratificante saber que meu texto, mesmo que bem singelo, possa inspirar outras pessoas que também passam por situações parecidas...

      Volte sempre viu ♥ Beijão

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter