Livros: Não se apega, não e Não se iluda, não

14:24:00

Recentemente terminei de ler os livros da blogueira Isabela Freitas, Não se apega, não e Não se iluda, não. Como de costume, e claro, por ser uma ótima pessoa (sou muito modesta, rs), compartilharei com vocês a minha opinião sobre eles.



Sobre a autora: Isabela Freitas, 25 anos, nascida e criada em Juiz de Fora, atualmente mora em São Paulo. Começou como blogueira, mas acabou por se tornar também uma escritora de sucesso. Com apenas dois livros lançados, já vendeu mais de 700.000 livros, e figura há dois anos as listas dos livros mais vendidos do país, sem sair uma semana sequer. Hoje, também grava vídeos para seu canal do YouTube que já soma 10 milhões de visualizações, e já teve importantes participações em programas da Rede Globo. Como no Fantástico, onde foi coautora da série baseada no seu primeiro livro, "Não se apega, não", e teve seu próprio quadro de conselhos dentro do programa. Hoje em São Paulo, mora com o namorado, e foi em busca de novas oportunidades de trabalho. Sua intenção é continuar com o blog, os vídeos, livros, mas também poder expandir esse trabalho bem além.

Descrição: Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.
Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar o namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal per-fei-to! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.
Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, com as tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.
Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.

Minha opinião: Leitura fácil com história bem elaborada, envolvente e viciante do início ao fim. Os personagens são muito interessantes por suas diversidades de personalidades. É um tipo de livro que te dá muitos conselhos e, pode-se tirar muita coisa boa dele. E, embora ela ensine a desapegar, é um pouco difícil não se apegar aos personagens. É um livro excelente (e olha que não gosto muito de autores brasileiros).


Descrição: Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como A Garota em Preto e Branco. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta.
Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe... Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo.
Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de “Não se apega, não”. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.

Minha opinião: Preciso admitir que nos primeiros capítulos eu estava bem entediada com o enredo da história. Mas no decorrer, fui me apaixonando cada vez mais pelos personagens. É um livro na mesma pegada que o anterior, de leitura fácil e história envolvente. O desfecho desse livro me deixou de cabelos em pé, queixo caído, lágrimas escorrendo pelo rosto e coração acelerado. Sim, mesmo com o início meio borocochô, ele ganhou meu coração. Fiquei desejando um Pedro Miller para mim!


No momento, só me resta aguardar o terceiro livro da Isabela. Ficarei esperando, ansiosamente. E vocês, já leram os livros da Isa? O que acharam? Pretendem ler? Me contem tudo... Beijos!

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

8 comentários

  1. Eu já li os livros, e confesso que não gostei tanto, o primeiro é até legal, me prendeu mais na historia sabe? não é bem o tipo de leitura de que eu gosto.

    Sua resenha ficou show!


    Blog Teens Forever
    Responda a pesquisa de público 2015/2016

    Fã Page | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei que não ia gostar tanto, pois não é muito o meu estilo. Mas adorei e acabei até me divertindo...

      Excluir
  2. Gaby!
    Eu já li o Não se apega não e adorei! Ainda não comprei o livro seguinte, mas tu me deixou extremamente curiosa em ler a continuação com esse comentário do Pedro! Olha que pelo primeiro livro eu já suspeito tudo do próximo! :P

    Beijos!
    Blog Bianca Schultz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Bi, e eu estou louca para ela lançar o terceiro para saber o que acontece depois. Pois o final do segundo, deixa a entender duas coisas diferentes, pelo menos para mim foi assim.
      Te aconselho a ler, acho que vai amar mais ainda o segundo...

      Beijos

      Excluir
  3. Gaby, nunca li esse livro, pela sua resenha fiquei até um pouquinho curiosa mas não sei ainda se é um livro que eu leria. rs

    Beijos

    Blog: Senhorita Marmelada
    Instagram: @caroldelacroix

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, no início eu também achava isso. Tanto que eu demorei muito tempo para ler eles, porém decidi ler para saber se eu gostaria ou não. Ele é quase um livro de auto ajuda sabe, pois tu acaba aprendendo muito.
      Depois de lê-los, comecei a olhar para a vida e meus atos de uma forma bem diferente. Até mais leve, sem muita preocupação, mais desapego e desilusão. Real oficial viu?

      Caso mude de ideia sobre eles e ler, me conta o que achou viu?
      Beijos

      Excluir
  4. Adorei as resenhas, fiquei super afim de comprar esses livros, mas acabei que não comprei, confesso que ando muito preguiçosa pra leitura. kkkkkkk Leio tanto, tanto direito que não dá animo pra nada. kkkk
    bjuxxx <3
    www.taayvargas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É nesses momentos que mais desejo ler um livro, pois ler sobre algo completamente diferente de estudos, relaxa minha mente. Nem que seja 5 ou 10 páginas por dia, mas sempre tento ler nesses períodos...

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter