Ela estava implacável, inflexível demais...

11:32:00

Imagem retirada da internet. Se for de sua autoria, comunique.

Ela estava tão cansada daquela vidinha pacata em que vivia, não suportava mais. Todos os dias, era tudo uma monotonia, uma rotina completa. Num momento qualquer, ela parou em frente ao espelho e se perguntou: "o que estou fazendo com minha vida? por que estou perdendo tempo, deixando a vida escapar por entre meus dedos? qual o motivo de continuar vivendo dentro da minha zona de conforto?".

Ela já havia se machucado demais, por isso decidiu viver sozinha, pra ela e por ela. Pra aprender a se amar mais. A não se doar demais para alguém que não fazia nada por ela. Para olhar pra dentro de si, ela precisou se afastar das pessoas, do mundo. Então ela se perdeu nesse caminho. Se preocupou tanto em achar os erros, desapegar das mágoas, que esqueceu que ainda tinha muito o que viver, o que sentir.

Mas, por um lado, ela sabia que tudo aquilo foi bom. Ela se perdeu para poder se achar de novo. E quando se reencontrou, ela soube... Soube que jamais existiria alguém que a amasse mais do que ela mesma. Soube que para ser feliz, só precisava de uma coisa, dela. E só dela. E toda a vida, todos os sentimentos passados e as mágoas que carregava se foram, num piscar de olhos, já não estavam mais lá.

Naquele momento era só ela. Sabia que, quando decidisse sair da zona de conforto, o mundo inteiro estaria a seus pés. Que tudo que quisesse, seria dela. Olhou seu reflexo no espelho mais uma vez e disse: "você é linda e dona de si, que tal colocar aquele seu look favorito e sair pra curtir?". E foi exatamente o que ela fez. Se vestiu com seu melhor vestido, aquele de arrasar corações, e saiu.

Chegando na balada, todos estavam a seus pés, até mesmo aquele carinho que ela sempre foi afim, mas nunca havia dado bola pra ela. Todos a queriam. E não era por menos, ela estava deslumbrante, com um brilho radiante. Ela estava implacável. Alguns tentaram se aproximar, a conquistar... Mas não tiveram chance. Aquela noite era só dela, seria ela com ela mesma.

Por todas as mágoas do passado, por todas as vezes em que a magoaram. Aquele era o momento de dar o troco na vida, por todas as rasteiras que havia recebido. E ela estava inflexível demais. Não queria nem saber. Ela não estava desesperada a ponto de se deixar cair numa cantada barata. Não mesmo. Aquela noite era dela, só dela, e assim seria sempre...

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

18 comentários

  1. Que lindo esse texto, gostei muito mesmo!
    Também escrevi um texto no Blog há um tempo atrás falando sobre amor próprio. Acho esse assunto mt importante pois a gente deve se amar mais, se valorizar..
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

    Participe do SORTEIO da Salon Line

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, exatamente, mas não é nada fácil isso.


      Beijos

      Excluir
  2. Que arraso!! Me identifiquei horrores! Nos amar e nos aceitar só trás coisas boas, não só para a autoestima como também reflete em nossa saúde e em nosso corpo.
    Sucesso Gaby!
    Beijos,

    devaneiosdeinverno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amor próprio nos faz olhar pra nós mesmos, nos aceitar e ser feliz assim. Não existe amor maior do que o próprio. É como dizem, só damos aquilo que temos, então nos amando e sendo feliz sozinhos, sabemos compartilhar e retribuir isso. Tudo fica melhor, mais fácil e mais intenso até.


      Beijos

      Excluir
  3. Que texto lindo e inspirador, devemos nos amar mais mesmo. Ter um tempo só para nós e reavaliarmos nossa vida, passa tão depressa.
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, Si. Acho que muitas vezes perdemos tempo persistindo em coisas e pessoas que não nos faz feliz. É como aquela frase diz "de todos os amores, o próprio", de todos, sempre devemos escolher o próprio em primeiro lugar. Só sabemos dar o que temos...


      Beijos

      Excluir
  4. Amei o texto!!!Temos que ter um tempo com nós mesmas para assim perceber o quanto somos incríveis.Adorei seu blog.Um beijo.
    Princesa de realeza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, mas também para poder ver de um ângulo diferente todos os nossos erros, para assim, poder mudar e não errar mais. Acho que esse "tempo" serve para tantas coisas, desde que seja usado da melhor forma possível.


      Beijos

      Excluir
  5. Oii Gaby,
    Eu adorei o texto e você ter abordado mais isso do amor próprio. Isso serviu de lição até para mim.Parando para analisar,preciso sair da minha zona de conforto, me perder e me encontrar de novo, pode ser que eu me encontre muito longe, mas pode ser que me encontre na esquina de casa!
    Beijos,
    versos-de-inverno.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, muitas pessoas tem medo de se perder, mas mal sabem elas que isso é tão necessário quanto se achar. Pois, é quando nos perdemos que nos achamos de novo. Ariscar é tudo, ter um tempo para si próprio é maravilhoso e necessário, amor próprio sempre deve ser a primeira opção. Só damos aquilo que temos, não é mesmo?


      Beijos

      Excluir
  6. OI GABY

    mas que texto tão LEGAL!
    Representou a mim e a muitas outras meninas que deixavam de lado o amor-proprio e depois tomaram consciencia de que só ele pode nos fazer BRILHAR e sermos IMPLACAVEIS *-*
    dorei!

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Hellz, eu acho que representei a todos, até aqueles que ainda não tiveram consciência disso, rs.


      Beijos

      Excluir
  7. Seus textos são os melhores, Gaby. Amo me aprofundar na tua escrita, parece que sinto tudo que você está sentindo. Um feliz natal. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muuuuuuito feliz em ler isso, pois a intenção sempre é transmitir muito sentimento.


      Beijos

      Excluir
  8. Que texto lindo!! amo prorpio em 1º lugar!
    arrasou gata
    beijos
    http://www.tatycamposblog.com/

    ResponderExcluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter