5 motivos para assistir "O mínimo para viver"

06:27:00

Filmes são uma das minhas coisas preferidas em fazer. Adoro uma tarde de maratona, acompanhado de pipoca e suco. Ai que delícia! Só de pensar já fico desejando que chegue logo o domingo para poder fazer isso novamente. 

Já tenho uma bagagem enorme cheia de filmes nela, por isso preciso me atualizar sempre sobre novos filmes que estrearam ou, até mesmo, alguns filmes antigos que ainda não tive oportunidade de ver. E quem me conhece sabe que não é novidade meu carinho pela Netflix, então eu estou sempre de olho nas indicações que tem por lá.

Porém, este filme me foi indicado - indiretamente - pela própria atriz principal, Lily Collins. Por ela ser uma das minhas atrizes preferidas, acompanho suas redes sociais. E foi assim que descobri a existência de O mínimo para Viver. Só pelo fato dela estar no filme, já foi um motivo para me interessar, mas quando eu assisti ao trailer e descobri sobre o quê se tratava, eu pensei comigo: "eu preciso ver!". 

A espera foi quase tortuosa, nos longos e intermináveis, 30 dias que tive que esperar para ser lançado. E quando finalmente aconteceu, corri para assistir o mais rápido possível que pude. A espera havia acabado e o filme superou todas - e até mais, bem mais - as minhas expectativas. Por isso, hoje estou aqui, para dar 5 motivos para você assisti-lo também.


Sinopse: Ellen (Lily Collins) é anoréxica e esse seu distúrbio começa a preocupar as pessoas ao seu redor. Certo dia, ela passa mal e vai para uma clínica de reabilitação, onde o médico William Beckham (Keanu Reeves) desafia Ellen a aceitar que está doente e que precisa encarar a vida de forma diferente.


5 motivos para assistir o filme:

1) Assunto de suma importância: 
Nos dias atuais, eu raramente vejo falarem sobre essa doença, a anorexia. Lembro que, na época de RBD, por causa da Anahí, foi uma febre a conscientização sobre o assunto. Mas como qualquer outra campanha, essa também perdeu bastante foco. Anorexia é um distúrbio alimentar caracterizado por peso abaixo do normal, receio de ganhar peso, uma vontade intensa de ser magro e restrições alimentares. E vi raros filmes tratando sobre a doença, portanto, considero um filme excelente e de suma importância.

2) Atuação de Lily Collins:
Quem me conhece sabe que eu amo esta atriz, tanto pelo seu trabalho quanto sua beleza exótica. E sua atuação está mais do que perfeita, é real. Aliás, a atriz já sofreu distúrbio alimentar e chegou a comentar em seu Instagram: "este filme é pessoal para mim e foi uma das experiências mais gratificantes da minha vida." Portanto, sua atuação foi verdadeira, ela não precisou de esforços para mostrar aquilo que ela mesma já viveu. Outro fato que tornou sua atuação ainda mais realista foi que teve que perder 10 quilos para trabalhar neste filme. Então, preciso dar mais algum motivo sobre sua atuação?

3) Retrato e trilha sonora:
Embora ele passe maior parte do tempo dentro da casa em que a personagem está internada, há momentos maravilhosos, como o museu de arte com a chuva. Foi uma cena simples, mas que passou muita emoção, pela simples frase: "porque estamos vivos". A trilha sonora é uma gracinha, tendo aquele tipo de melodia que te toca a alma, te inspiram e motivam, mesmo que tu não consiga entender muito bem - ou nada - a tradução. 

4) O filme em si:
Pelo assunto e ótima atuação de Lily Collins, achei esse filme muito comovente. Saber os sintomas da anorexia e ver como é a luta constante dessas pessoas, esse controle excessivo com a quantidade de calorias ingeridas, sua obsessão em perder peso, mas também a luta para melhorar, por se tratar.  Ou o simples fato dessas pessoas não verem um sentido na vida, não desejarem ou tentarem melhorar, viver. Foi um dos filmes mais realistas que já assisti e que mais mexeu comigo.

5) É original da Netflix:
Acho que o título já fala por si só, não é mesmo? Afinal de contas, em tempos de Netflix, nada melhor do que assistir um filme original, pois você não precisa esperar nada para estar na cartela de filmes deles e é mais fácil de assistir. Outro grande motivo é que sabemos que toda criação deles é muito boa, portanto, podemos criar um pouco de expectativas positivas.


Eu simplesmente não tenho mais o que dizer desse filme. Desde que vi a atriz anunciar em suas redes sociais, fiquei super ansiosa por poder assistir e quando lançou na Netflix, a felicidade foi grande. E foi no momento que olhei o filme que percebi como é realmente a doença, e a importância que tem falar mais sobre ela.

E vocês, já assistiram ou desejam ver? O que acham sobre o assunto abordado? Comentem.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

26 comentários

  1. Gaby, sou igual a você. Adoro maratonar filmes e séries acompanhados de muita pipoca hahaha, afinal, o domingo pede isso, né?
    Gostei bastante dos motivos, acho que anorexia e outros distúrbios devem sim ser tratados e abordados dessa maneira!
    Vou procurar pra assistir!

    Um beijo enorme <3
    Carla Carrais | www.cahcarrais.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, domingo pede isso demais. Aliás, o que é um domingo sem filme com pipoca? Não é domingo.

      Sim, sem contar que devem ser muito mais abordados do que o fazem, pois poucas pessoas hoje em dia tratam do assunto.

      Beijos

      Excluir
  2. Oi, Gabi.
    Assisti esse filme na semana que estreou e fiquei com um nó tão forte na garganta, assistindo as cenas me veio em mente uma fase bem punk da minha vida. Na minha adolescência fiquei muito mal por causa de um fim de relacionamento que quando percebi eu não tinha forças nem para ficar em pé por mais de dois minutos, no começo tudo era muito sutil, mas no final eu só tinha ossos, minha mãe lutou muito por mim, e isso fez toda diferença.
    Em uma sociedade tão distorcida de valores esse filme precisa virar grito de guerra.
    Ótimo post, como sempre. ♥

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Cami, posso imaginar quanto o filme te tocou. Nunca passei por isso, graças a Deus, mas imagino como deve ser bem difícil. E foi vendo esse filme, pude perceber maiores sintomas que antes eu não conhecia. E vi a importância em falar mais do assunto. Como tu disse, precisa virar um grito.

      Beijos

      Excluir
  3. Oii Gaby! Eu assisti O mínimo para viver na semana passada, fiquei bem curiosa depois de tanto falarem dele, rs. Eu gostei, achei que passou bastante realidade e admirei muito a atuação da Lily (também amo ela!). Porém li uns comentários de pessoas que sofreram/sofrem de anorexia e elas falam que a doença foi muito romantizada no filme, que na verdade é bem pior que isso e tal. Ao mesmo tempo, outras pessoas falaram que a Netflix não pôde passar tanta realidade pois seria muito pesado para um filme. Eu acredito nisso mesmo, porém gostei mesmo assim. Como tu falou, anorexia é algo que não é muito falado, na verdade nunca vi nenhum filme sobre o tema. A Netflix sempre acerta em cheio nas suas produções.

    Beijos <3

    Letras na Gaveta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que todos os filmes que vemos e são sobre assuntos assim, de suma importância, nunca são mostrado toda a realidade. Exatamente por isso, por serem muito reais, até cruéis a certo ponto. Mas na minha opinião, de alguém que nunca passou por isso e nunca conheceu alguém que tivesse a doença, achei que ele foi bem forte e que retratou muito a realidade. Se foi mais fraco ou não, acho que foi perfeito para mais pessoas entenderem um pouquinho mais sobre o assunto.

      Beijos

      Excluir
  4. ESSE FILME É MARAVILHOSO! Eu assisti no fim de semana, e me tocou demais, todas as cenas.
    Realmente, a cena do museu, com a exposição da chuva é linda, ainda mais quando o Luke responde ao doutor "Porque estamos vivos"
    Outra cena que me chocou demais, foi a do aborto e quando ela pede para a mãe dela alimentá-la, GENTE, que cena linda!
    Amei o post!
    Beijos, Tau
    versos-de-inverno.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquela cena na chuva me fez arrepiar de tão maravilhosa. Até eu pude sentir aquilo, e entender o que o doutor quis passar. Nossa, a cena que a mãe alimenta ela, chorei de soluçar, kkk.

      Beijos

      Excluir
  5. Assistir esse filme semana passada! Achei incrivel! Forte mas sem cenas pesadas e que ao mesmo tempo te faz pensar nessas series de coisas criadas pela sociedade como moda.
    bj
    www.omundodatutty.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, nesse filme podemos ter uma leve noção do que a sociedade cria e qual o impacto na vida de outras.

      Beijos

      Excluir
  6. Adoro a Lily ela é uma excelente atriz e adorei sua postagem e quero muito assistir.

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é uma ótima atriz mesmo, e quando descobri que ela emagreceu bastante só para esse filme, eu comecei a admirar ainda mais ela.

      Beijos

      Excluir
  7. esse filme é MUITO bom, em varios aspectos achei que retratou bem a doença e a Lily está incrível no papel

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora muitas pessoas que sofrem da doença tenham dito que não chegou nem perto da realidade, eu achei que foi ótimo. Para pessoas que não entendem muito do assunto, ele ajuda bastante.

      Beijos

      Excluir
  8. Já vi várias vezes essa sugestão na minha página da Netflix, mas nunca parei pra assistir.
    Vou assistir assim que der.
    Um beijo!

    www.impulsofeminino.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assiste, garanto que vai adorar. É bem emocionante e trata de um assunto que todos devemos conhecer mais.

      Beijos

      Excluir
  9. Tô qrendo mt assistir!!!


    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então corre assistir, tá perdendo tempo, pois o filme é maravilhoso.

      Beijos

      Excluir
  10. Nossa, quero muito assistir, parece ter abordado de uma maneira bem "forte", com certeza vale a pena! Adorei o review!

    https://sthefaniemoon.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora digam que foi bem leve, eu achei o filme bem forte sim.

      Beijos

      Excluir
  11. Nossa é muito bom assistir filmes, fazer maratona, amo! Assisto a um filme, aí já to deitada, pego pra assistir outro e assim vai. Por isso tenho um amor eterno pelo Netflix que tem uma diversidade enorme de filmes. Eu vi esse filme e também acho ele de extrema importancia para que todos vejam. Porque o filme retratou com mais realidade pra quem sofre dessa doença. Eu fiquei sabendo disso dela ter que perder 10kg pra fazer o filme e confesso que achei bem perigoso isso, levando em consideração que ela já é magrinha e etc, mas que bom que correu tudo bem. Sim, adorei a trilha sonora, principalmente dessa parte do museu em que eles tinham que encontrar um motivo para vencerem a doença e sentir a chuva é um deles, eles sentindo a chuva, se sentiriam mais vivos. As produções do Netflix são incríveis, mas eu acho que poderiam arriscar lançar esse filme nos cinemas, porque iria divulgar mais ainda sobre a doença para ajudar mesmo. O ruim é que o filme solta alguns gatilhos pra quem já tem tendência a desenvolver essa doença, daí pode se tornar perigoso mesmo. Enfim, adorei o post e os motivos!
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, esse fato dela perder peso para o filme, é perigoso, porém os atores fazem sempre com acompanhamento médico, ainda mais o caso dela, que já sofreu com esse transtorno. Então ela deve tomar todo cuidado. Concordo demais contigo que eles deveria lançar nos cinemas, teriam muito mais sucesso que outros que vemos por aí, rs.

      Beijos

      Excluir
  12. Oi Gaby!

    esse filme é ótemo!
    a entrega da lily pra personagem, principalmente mudando seu próprio corpo pra chegar lá, merece aplausos. Eu curti muito a atuação dela, principalmente. Foi meu ponto preferido do filme.
    Recomendo pra todo mundo esse porque achei maravilhoso

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também foi meu ponto preferido no filme, não só pelos esforços e por tão real que ela tenha deixado, mas por ela ter vivido isso.

      Beijos

      Excluir
  13. Oi, Gaby! Amei o teu post, são motivos bem importantes mesmo. <3
    Sou fã da Anahi, então acompanhei e ainda acompanho toda a trajetória dela e toda essa conscientização sobre o assunto. A Lily Collins é maravilhosa! Que atuação magnífica, toda a minha admiração por ela. E realmente, só de ser originar da Netflix já ganha um pontinho.

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a Lily fez uma atuação sem igual e ficou tão real por ela já ter passado por isso também, então foi natural para ela.

      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter