Filme: Cantando na chuva

06:11:00

Os filmes são como as fotos, capazes de captar tudo e guardar lembranças. Eles são uma linha ténue do tempo que não tem fim. Nos transmitem mil e uma sensações, nos fazem chorar, sentir medo, tédio, dar gargalhadas e até nos deixam tensos e cheios de adrenalina. Com gêneros variados, agradam a todo tipo de gente. E como qualquer cinéfila, tenho minhas preferências. Mas, desta vez, decidi expandir meus gostos e voltar um pouco no tempo.


Cantando na chuva é, talvez, o filme musical mais conhecido na história cinematográfica. O mesmo, foi lançado em 1952. Agora, você deve se perguntar o motivo de, depois de muitos anos, eu decidir assisti-lo e indicar aqui para vocês.

É simples, é um clássico. E todo clássico deve receber tamanha e devida importância. Eu sempre gostei muito de assistir filmes, desde muito nova tenho isso como um dos meus maiores hobbies. Mas minha preferência era sempre para os mais atuais, de acordo com a época em que eu assistia.

Porém, de uns tempos para cá, tenho criado preferências exóticas. Criei gosto por tudo que é clássico, e isso se iniciou com as músicas, onde eu já tinha uma certa admiração. Então, de repente, decidi incluir os filmes nessa nova paixão. Foi então que este clássico musical me veio a mente. Então, comprei. Agora, estou aqui para contar o que achei e como me senti ao ver um filme tão antigo assim.

Leia também: 15 filmes cheios de mistério e suspense


Sinopse:

Don Lockwood e Lina Lamont são dois dos astros mais famosos da época do cinema mudo em Hollywood. Seus filmes são um verdadeiro sucesso e as revistas apostam num relacionamento mais íntimo entre os dois, o que não existe. Porém o cinema falado chega para mudar totalmente a situação de ambos no mundo da fama. Decidido a produzir um filme falado com o casal mais famoso do momento, Don e Lina precisam entretanto superar as dificuldades do novo método para conseguir manter a fama conquistada.


Leia também: 10 filmes imperdíveis baseados em fatos reais


Minhas impressões:

Um filme que te leva para o passado, que facilmente te envolve na trama e te faz sorrir. Mas não rir de dar gargalhadas, e sim, sorrir. Pois é um filme encantador. Leve, fácil de compreender e que transmite muita energia boa e alegria. Porém, somente aqueles que possuem paixão pelos filmes antigos conseguem assistir até o final. Pois, como eu disse, é um filme leve, até um pouco monótono em alguns momentos.

Há um vilão e um mocinho, como qualquer filme típico, sendo bem clichê mesmo. Mas, neste caso, são as presenças femininas que estão em ambos os papéis. Mesmo assim, se comparado a filmes atuais, não pode ser considerado como um vilão de verdade, não daqueles que são cruéis, sabe?

O filme conta como era - e, de certa forma, ainda é - o mundo da fama, em como as revistas de fofocas inventam coisas. Também, que o amor pode estar onde menos esperamos. Mas fala muito também sobre como ter um sonho, independente do que seja, e correr atrás. Que tudo é possível, desde que não perca nunca seu valor e "dignidade".

Enquanto estava assistindo, lembrei muito de La La Land. Que tem os mesmos aspectos de Singin' In The Rain. Cheio de música, dança e um pouco de comédia, é fácil de sorrir do início ao fim. É motivador, emocionante, engraçado e envolvente.

Leia também: 10 filmes aterrorizantes


Leia também: Filmes que me fazem chorar

E vocês, já assistiram filmes antigos ou já se sentiram tentados demais para assistir? Comentem.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

10 comentários

  1. Nossa eu assisti esse filme a um bom tempo kkkkkkk e na verdade nem lembro direito de algumas cenas.....recordar é viver kkk

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom , né? Eu não tinha coragem de assistir, pois achava que pegaria no sono, mas este me deixou super desperta e eu amei demais.

      Beijos

      Excluir
  2. Esse é o clássico dos clássicos.
    Já ouvi falar muito, mas nunca parei para assistir.
    Mas gostei das suas considerações.
    bjO

    Dany
    Blog Breshopping da Dany
    Conheça também o Breshopping da Dany KIDS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para algum dia para assistir, sério. Muito bom! E é engraçado até, pois percebemos como um filme tão simples nos satisfazia tanto. Hoje em dia, viramos críticos chatos e quanto mais complexo melhor.

      Beijos

      Excluir
  3. Eu também sempre gostei de assistir filmes desde pequenininha! Acredita que eu nunca vi esse filme? Vou ver se tem no youtube ou em algum site online. Pela resenha tenho certeza que vou amar ❤ Beijão
    www.boas-depapo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que no Youtube deve ter sim, ainda mais por ser um clássico. É muito gostoso de assistir, pois é leve.

      Beijos

      Excluir
  4. Acredita que nunca vi esse Cantando na Chuva? Mas já vi muitas referencias a esse filme. Eu gosto de filmes antigos, mas o meu favorito é aquele Tempos Modernos do Charlie Chaplin, sabe? Porque meu avô vivia colocando a fita cassete pra gente ver e eu ria muito com ele assistindo ao filme, então me traz uma lembrança boa e eu adoro! Opa! Eu gostei muito de La La Land também, capaz de me simpatizar bem com Cantando na Chuva.
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, eu ainda quero muito assistir algum do Charlie Chaplin, tenho maior curiosidade em saber como são, pois também são clássicos.

      Beijos

      Excluir
  5. Que resenha mais encantadora! Achei lindo o modo como você conseguiu traduzir o que sentiu ao assistir esse filme, que agora mesmo foi pra minha lista de "quero ver" do filmow. Vou assisti-lo e, logo depois, irei assistir La La Land, certeza que o contraste do passado e presente vai me deixar com vários sentimentos misturados (bons, espero).

    De novo, lindo post.
    Beijão!
    misinwonderland.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero sinceramente que assista e se encante por ele também, pois eu nunca achei que fosse me encantar tanto com filme antigo e totalmente simples. Vira e mexe lembro das músicas e fico cantando por aí, rs. La La Land também me surpreendeu, nunca fui muito chegada a musicais, mas ele é bem interessante.

      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter