Minha experiência morando sozinha (ou não) em Campinas - São Paulo

11:41:00

Na pesquisa que fiz a duas semanas atrás, algumas pessoas pediram para trazer textos de minha autoria, histórias, dicas e etc. Então vim contar a minha experiência, sem sucesso, de morar em Campinas - SP.


Eu tinha uma vida boa aqui no Sul, estava terminando estágio com grande chance de ser efetivada, fazia faculdade, tinha uma vida tranquila e estável. Embora tivesse tudo isso, eu sentia que não tinha nada, não o que eu queria. Sempre me senti grande demais pra morar aqui, limitada até. Então decidi jogar tudo para o alto e ir morar em Campinas - SP. Foi de repente, em torno de 1 mês depois da decisão eu estava lá. Completamente despreparada, sem planejamentos e com pouca renda para me manter num lugar quase desconhecido.

Passei por diversos perrengues, cheguei a passar fome algumas vezes, obtive ajuda de muitos amigos e por diversas vezes dependi da "caridade" de algumas pessoas que cederam um cantinho para mim por alguns dias ou semanas em suas casas. A vida não foi fácil, mas foi uma decisão minha. Hoje, agradeço por ter sido inconsequente do jeito que fui, pois aprendi tanta coisa e amadureci muito por isso.

Por tudo que passei, agora eu faria tudo diferente. Já não seria mais imprudente a ponto de fazer tudo sem planejar. Eu estabeleceria muitas coisas para ter e fazer antes de me mudar. Como possuir um bom dinheiro de reserva, para necessidades e imprevistos que pudessem surgir. Também só iria se tivesse meu cantinho, só para mim. Eu amei dividir casa ou quarto com outras pessoas, fiz muitos amigos e aprendi a viver em harmonia (na maior parte do tempo) com pessoas totalmente diferentes a mim. Mas estou numa fase que quero meu canto, um lugar onde eu possa ter paz, já que os dias fora de casa seriam bem corridos e movimentados.

Acho que essas seriam as coisas mais importantes a se pensar antes de eu repetir a aventura. Falo isso, pois pretendo voltar algum dia, sim. Amo aquele lugar e sinto muita falta da vida que eu levava, mesmo difícil.

Agradeço muito as duas empresas ao qual tive o prazer de trabalhar e aprender mais, ambas foram essenciais no meu crescimento e amadurecimento. Principalmente, a última, pois eu trabalhava viajando, o que me permitiu conhecer muitas outras cidades de SP e também outros estados. Lá eu tinha uma responsabilidade imensa. Embora eu tenha chegado num momento crítico da minha vida que causou alguns erros e resultou na minha saída de lá, eu amava o que fazia.

Pela primeira vez, estou falando isso publicamente, portanto, irei compartilhar também alguns motivos, os mais importantes, que decidiram o meu retorno. Tudo isso se deu, pois os gastos estavam aumentando, o que eu ganhava não era suficiente para me manter, as vezes, em viagens em tinha que cobrir (não era reembolsado) o excesso de valor nas refeições. Como eu passava muito tempo viajando, o que eu amava fazer, muitas vezes não tinha nem tempo de dormir, e quando conseguia, eram poucas horas.

Então, tudo isso se juntou, fazendo com que eu ficasse, psicologicamente, incapaz de prosseguir com minha vida. Não havia mais estrutura para isso. É claro, eu poderia conseguir outro emprego que ganhasse mais ou que não tivesse a rotina de viagens. Porém, eu não tinha forças suficientes para tal.

Meses antes disso tudo acontecer, eu havia saído de um relacionamento muito conturbado, porém forte e avassalador, que ouso dizer, foi o primeiro e verdadeiro amor. Onde foi o início dessa minha desestruturação. Quando cheguei ao ponto crítico em que estava, financeiro e psicológico, comecei a ter sonhos ruins com essa pessoa, onde muita culpa tomou conta de mim. Então, foi o estopim de todo transtorno que aconteceu, também um dos motivos por eu necessitar voltar.

Volto a repetir que eu amei tudo que vivi, mesmo tendo passado muito sufoco. Foi lindo, incrível e inesquecível. Tive a oportunidade de permanecer lá por exatos 1 ano, 7 meses e 7 dias. Mas eu faria muita coisa diferente, se pudesse.

Não foi nada fácil voltar, ainda não é, pois estar aqui é uma concordância de que falhei nos meus objetivos. Porém, tento ver pelo lado positivo de que só perdi a batalha e não a guerra. Uau, isso foi super clichê, mas é a frase que melhor define minha desistência momentânea dos meus sonhos e objetivos.

Já se passaram quase 4 anos, desde que voltei. Ainda não superei tudo, tem sido mais difícil que pensei, também bem mais demorado. Estou na luta. E quando estiver reestruturada, em todos os sentidos, eu volto. Primeiro, deixa eu cuidar de mim e aproveitar mais um pouquinho a minha família. Nunca se sabe o que pode acontecer.

E este, foi um pedaço da minha história. Sei que muitas pessoas inventam coisas a respeito, eu mesma já ouvi infindáveis e inescrupulosas delas. Isso nunca me afetou e nunca deixei que decidisse quem sou.

Admito que não sou o tipo de pessoa que sai espalhando por aí tudo que acontece na minha vida, tento não ser tão transparente, pois sei as consequências disso. Mesmo assim, essa minha forma de ser nunca impediu as falações, acontece, cidade pequena é assim.

Então é isso. Em primeira mão, compartilhei com vocês, meu caros leitores, os maiores acontecimentos da minha vida. Espero que assim, possam se sentir mais pertinho de mim.

Acima, 4 fotos do meu processo de moradia em Campinas - SP.
Agora quero saber se alguém já passou por situações parecidas. Comentem, será ótimo trocar experiências.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

20 comentários

  1. Muito legal conhecer um pouquinho de vc... te considero demais e sei tao pouco de vc... fiquei feliz em saber um pouco mais de ti, saiba que tem um amigo em que possa contar sempre , te adoro S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, que bom que gostou de me conhecer um pouquinho mais. Não sou muito de me abrir assim, mas algumas coisas, as vezes, é necessário para as pessoas entenderem todo o nosso processo de amadurecimento, né?


      Beijos

      Excluir
  2. Que incrível poder conhecer um pouco mais da sua história Gaby. Acho que tudo é um eterno aprendizado e que é tudo experiencia para podermos amadurecer e fazer coisas diferentes na nossa vida. Já tive que morar um ano e meio com a minha avô quando eu tinha 11 anos isso mexeu muito comigo e me afetou de algumas formas, sabe? Nos dias de hoje, sou bem mais madura, até porque já sai da casa dos meus pais e estou aprendendo coisas novas todos os dias, muitas delas não são tão boas, mais são essenciais para o meu crescimento. Amei ler seu texto! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Kaila, essas experiências são fundamentas para nosso amadurecimento. E, com certeza, elas nos mudam bastante.

      E nossa, você saiu bem cedo também.

      Beijos

      Excluir
  3. Gaby , com certeza é assim que seus leitores se sentem: Mais pertinho de você.
    A sua experiência é incrível, é claro que viver em uma cidade grande não é fácil, mas quando puder volta sim, supera todos os obstáculos! Viva todos os sonhos que Deus tem pra você.
    É muito bom ver que mesmo nas situações difíceis, aprendemos muitas lições, lições essas que vão te ajudar no futuro.
    Que você fique bem, e adorei te conhecer melhor.
    Amei muito o post.

    Um beijo <3

    www.chuvanojardim.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rê, justamente por isso eu atendi aos pedidos de muitos leitores. Queriam me conhecer mais, então achei que falar sobre esse grande acontecimento da minha vida era uma das melhores formas de começar.

      Muito obrigada pelas palavras. Beijos

      Excluir
  4. Oi Gaby, muito legal você dividir sua história. Tem que realmente ter planejamento para fazer isso. Vi de perto uma colega e o noivo casarem, venderem o pouco de coisas que eles tinham e foram tentar a vida em Portugal. Deu tudo errado e tiveram que voltar. Ela voltou primeiro e ele depois pq a coisa estava muito difícil. Agora estão tendo que viver na casa dos pais dele e ela engravidou logo :(

    Beijos :*
    Blog: www.vanimonique.wordpress.com
    Face: www.facebook.com/blogvanimonique
    Insta: @vanimonique
    Snap: vani.monique

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles arriscaram bem mais que eu, pois eu já havia visitado por alguns dias a cidade para onde fui, e tinha alguns "amigos virtuais". Mas sempre vejo tudo isso como experiência, não era o momento certo, apenas.


      Beijos

      Excluir
  5. Não acho que você tenha falhado; teve motivos de sobra para voltar. Eu sou de Piracicaba (pertinho de você ai) e agora moro em SP por causa da faculdade, mas sempre quero voltar e ficar junto da minha família, foi uma grande decisão como a sua. Acredito que fizemos o melhor pra nós e bom, perto da família a gente sempre consegue se revigorar e esquecer coisas (e amores) passados.
    Beijão
    dezoitoemponto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sami, eu vejo apenas pelo fato de que falhei naquele momento, mas é como eu disse perdi a batalha, mas não a guerra. Eu não queria voltar, gostava de morar longe da família, aprendi muito a valorizar eles por isso. Mas sempre fui alguém desgarrada deles, kkkk.

      Exatamente, fizemos o melhor para nós.


      Beijos

      Excluir
  6. Creio que planejamento é a palavra de ordem quando se pensa em mudar de lugar, casa e/ou vida. Mas é interessante que você tenha visto o lado bom dos perrengues que passou, você conseguiu amadurecer com isso. Ainda mais acho muito legal você ter tido coragem para seguir seu sonho e sucesso em outra cidade.
    Percebo que no momento você está numa fase mais calma, caso queira voltar a SP tenho certeza que dessa vez você vai pensar melhor em como fazer isso e dessa vez será mais benéfico e talvez você atinja melhor seu objetivo de estar lá.
    Gostei muito de saber sobre sua experiência.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Les, aprendi muito e esse foi o maior motivo por eu ter partido, para aprender a me vira sozinha, passar trabalha, eu sabia que só assim eu aprenderia mesmo a amadurecer.

      Deus te ouça! Beijos

      Excluir
  7. É aquela coisa né? A maré de coisas ruins vem para o arco iris aparecer depois. Mesmo tendo sido um sufoco tudo o que você passou, foi bom para o seu crescimento né? Não passei por nada perto do que você passou, mas não vou mentir que já pensei em me mudar de cidade sim e tentar consegui o dinheiro lá, mas isso é muito arriscado né? Eu não teria onde ficar, onde morar, só até arrumar um dinheiro certo, então é difícil essas coisas :( são coisas que por mais a gente queira MUITO, tem que ser planejada (bem planejada) antes de acontecer. A maioria das grandes mudanças, necessitam de um planejamento mesmo. Enfim, adorei o seu post! E você tá mais do que certa, tem que curtir a sua família mesmo, matar a saudade e tentar voltar a rotina. Espero que dê tudo certo!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi muito bom e era exatamente o que eu procurava quando decidi ir para outro estado.
      É quando não se conhece nada e nem ninguém é mais complicado, porém eu já conhecia e tinha um pouco de dinheiro para me virar uns 3 meses até achar algo para trabalhar. Então, mesmo não tendo sido tão planejado, eu tinha com quem contar, pelo menos.

      Obrigada meu bem! Beijos

      Excluir
  8. Amei você ter compartilhado esse momento da sua vida conosco, não é tão simples falar sobre algo assim, né? Te admiro muito, pois você tentou e a vida é feita disso: tentativas. E se não deu certo, assim como o seu relacionamento, bola pra frente! A vida é curta para arrependimentos e sabe o que é mais bacana? Você conseguiu ver coisas positivas nessa experiência! Isso é muito difícil de se ver hoje em dia <3

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não Ste, nada fácil compartilhar. Até pq as pessoas inventam muita coisa. Mas, as vezes, compartilhar isso é um bem necessário. Ainda mais quem trabalha com blog, acho um pouco fundamental para as pessoas que acompanham poder conhecer mais de nós.

      É claro que tenho um pouco arrependimento por ter deixado as coisas chegarem a aquele ponto, mas tento não pensar nisso e ver pelo lado bom tudo que pude aprender.


      Beijos

      Excluir
  9. Foi bem legal saber mais sobre sua história. Saiba que as coisas ruins que você passou, é para um aprendizado futuro.


    ✯ Instagram ✯✯ Blog Diamante Turquesa ✯✯ Fan Page ✯

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tenho isso em mente. Aliás, foi o maior motivo que me levou a morar em outro estado.


      Beijos

      Excluir
  10. Tenho um medão de morar sozinha mas creio que seja um aprendizado único. Amei
    Um beijo.

    http://lesjoursdemarcela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Único mesmo. A palavra mais adequada para esse aprendizado seria até indescritível.


      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter