Tomada por desejo...

11:25:00

Continuação de "desejando seus beijos em segredo"

Dias se passaram, semanas, até alguns meses. Mas nada do que ela fazia mudava o desejo que sentia por ti. O tempo passou e ela não conseguia te tirar da cabeça. Rezava tanto para que seu novo romance não desse certo. Ela estava sendo egoísta, e sabia disso. Mas a vontade de te conhecer melhor e te beijar, era mais forte do que ela, com isso ela foi ficando tomada por desejo...

Ela não podia ficar esperando, mas sabia que nada do que fizesse acabaria com o desejo que sentia por ti, então resolveu seguir a vida. As amigas a convidavam tanto para sair e curtir um pouco a vida, mas ela nunca aceitava. E numa dessas, ela aceitou. Ela se arrumou toda e foram para um barzinho bem conhecido da cidade. Era início de outono, o clima já estava esfriando. A noite estava muito agradável e ela não esperava nada demais daquela saída, apenas uma noite com as amigas. Conversa vai e conversa vem, já estava na sua quinta taça de vinho. Tudo estava indo tão bem. Nada melhor que suas amigas e uma boa taça de vinho.

Com aquela mania dela de bebericar e conversar enquanto vaga seu olhar pelas pessoas que preenchem o ambiente, ela te avistou. Estava entrando, todo lindo com seu look despojado, seu cabelo desarrumado, aquele olhar sedutor e seu sorriso de matar. Seus olhos encontraram os dela, e no mesmo instante ela corou. Afinal de contas, ela havia saído para tentar te tirar um pouco da cabeça. Mas lá estava você, todo lindo e sensual, olhando para ela com seu olhar convidativo. E ela se arrepiou dos pés a cabeça e desviou o olhar.

Tu e teus amigos foram se sentar, escolheram uma mesa bem próxima a que ela estava. A mente dela estava num turbilhão de pensamentos e desejos, ela não conseguia decifrar se aquela situação toda era sorte ou azar. Ela só conseguia entender que te queria, ali e naquele momento. Conseguia sentir seus olhos grudados nela, acompanhando cada movimento.

Ela estava se sentindo sufocada de tanto desejo, precisava tomar ar. Avisou as amigas, se levantou graciosamente e seguiu em direção ao banheiro e a área aberta que ficava ao lado. Entrou no banheiro, se parou na frente do espelho e ficou se olhando. As bochechas estavam levemente coradas devido a combinação do vinho com sua presença inesperada naquele local. Mil e um pensamento surgiu na cabeça dela, e ela começa a vagar pelo mundo imaginário. Alguém bate a porta, interrompendo seus devaneios, ela avisou que já estava saindo e lavou rápido as mãos. Praguejou mentalmente pela interrupção. Secando as mãos e saindo do banheiro, ela olha para frente e lá está você. Com aquele sorriso torto no rosto e um olhar ardente, esperando por ela. 

Tu avançou, entrando no banheiro e a empurrando para dentro. Ela ficou embasbacada com aquilo. E, num piscar de olhos, suas bocas estavam grudadas. Pressionando ela contra a parede, tuas mãos exploravam o corpo dela, apalpando e descobrindo tudo. Num momento de desespero, ela conseguiu afastar a boca. Arfou! Balbuciando as palavras: "Tu não estava namorando?" Olhando dentro dos olhos dela, tu sorriu e disse: "Não mais." Ela arregalou os olhos, surpresa. Sem compreender como poucas palavras podiam prometer tanto. Naquele momento, sentiu o desejo a consumir de vez e se entregou. Te beijou loucamente, passando os braços por cima dos teus ombros, segurando seu cabelo e se permitiu àquele momento de loucura.

Depois de alguns minutos, os dois sem ar, decidiram sair e voltar para seus lugares, antes que alguém desse por falta e fossem procurar por vocês. Ou pior, se alguém batesse à porta e flagrasse os dois juntos no banheiro feminino. Saíram, arrumaram o máximo que conseguiram as roupas que já estavam amassadas, se olharam e se beijaram ferozmente, mais uma vez. Ela se afastou, se virou e seguiu até a mesa onde estava com as amigas. Ao se sentar, ela percebeu que ninguém havia percebido a demora e aliviou um pouco a tensão que estava.

Não muito depois, elas decidiram ir embora, pois já estava tarde. Te olhou de soslaio e lhe lançou um sorriso tímido, quase imperceptível. Você retribuiu e o coração dela acelerou. Ela mal podia acreditar que tudo aquilo havia acontecido de verdade. Saindo pela porta, ela te olhou mais uma vez. Tu estava rindo com seus amigos, com o cabelo um pouco desalinhado por conta da loucura entre os dois no banheiro, mas estava todo animado. O peito dela se encheu de felicidade. Mas entrando no carro, um pensamento terrível a acordou de todo aquele sonho. Ela pensou: "será que ele vai me ligar amanhã?"...

Naquele momento, ela soube o quanto queria que aquilo acontecesse. Chegou em casa, se trocou, deitou na cama, olhou o celular e rezou para que tu a procurasse. E então, adormeceu e sonhou a noite inteira contigo...

Escrito por Gabriela Dahmer Coitinho.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

14 comentários

  1. Adoro a forma como escreve.
    Parabéns por mais esse texto.

    BjO

    Dany
    www.brechodanylins.com.br
    www.breshoppingdadanykids.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Dani! Fico muito contente em ler isso.


      Beijos

      Excluir
  2. Parabéns texto lindo, incrível belas palavras até parece que você está passando por isso, sentindo isso!!! Muito Legal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, eu tento colocar todo sentimento nos meus textos. Obrigada!

      Beijos

      Excluir
  3. Sabe to curioso que você fizesse um post dizendo se você já se apaixonou e como foi, como se sentiu sinceramente, não precisa citar nomes, só queria saber por você na sua visão como foi isso, se apaixonar se gostou como se sentia cada no dia-a-dia e tal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tipo um diário? Gostei da ideia, pensarei a respeito. Obrigada mais uma vez.

      Beijos

      Excluir
  4. Gaby tenho curiosidade... todos os textos que você escreve, tu se inspira em quem?Tu poderia fazer um contando sobre a tua vida amorosa né? kk Seria super legal ler!
    Beijinhos ❤
    Blog Ale Canofre
    YouTube
    Visite a minha loja!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ale, alguns tem baseio em coisas que já vivi, mas outros, como este, são totalmente fictício.

      Eu até poderia fazer um texto sobre minha vida amorosa, se tivesse uma, kkkk. Se eu for contar do passado, é meio complicado, não lembro de totalmente tudo, não vividamente como quando vivi.


      Beijos

      Excluir
  5. Que texto único, Gaby. Já amei ele só pelo gif de The Vampires Diaries! Você escreve muito, muito bem! Um super beijo, Blog Minuto de Bobeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, minha linda! Fico mega feliz que goste...

      Beijos

      Excluir
  6. Confesso que tenho preguicinha de ler!
    Quando vi o link no seu FB com um trechinho do início do texto, fiquei curiosa pra ler e já quero começar do início kkkk Parabéns Gabii, conseguiu me prender na leitura, já quero mais <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Batendo palmas de felicidade aqui, rs. Como eu amo ler isso! Obrigada.

      Beijos

      Excluir
  7. Como sempre ótimos textos!
    Adorei e quero mais
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Terá continuação, com certeza! *-*

      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter