Resenha tripla - Trilogia Cinquenta Tons

12:16:00

Olha quem veio com resenha de livros? Isso mesmo. E decidi fazer resenha tripla, já que é uma trilogia e eu devorei os livros. O que me assusta um pouco, se eu pensar bem nisso, pois eu era relutante demais para ler eles. Mas, me rendi. E posso dizer? Foi ótimo fazer isso.


Eu, definitivamente, não possuía interesse nenhum em pegar esses livros para ler. Ainda lembro, que em 2012, uma antiga colega de trabalho estava lendo, falava muito bem e tudo mais. Mas não me despertou curiosidade nenhuma. Passando-se o tempo, estreou o filme e, como tenho ponto fraco por eles, decidi arriscar. E não é que gostei? Depois de assistir, a curiosidade em ler a história por completo, nasceu e eu peguei os livros. Hoje em dia, são uns dos meus muitos queridinhos.

Sinopses:

Cinquenta tons de cinza:
Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja.

Cinquenta tons mais escuros:
Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.

Cinquenta tons de liberdade:
Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda. Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado. Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade.


Minha opinião sobre cada livro:

Finalmente consegui terminar esses livros e devo dizer que me surpreendi demais com tudo, cada detalhe e história. A autora se preocupou com tudo, não deixando nada passar. Gostei tanto, que senti a necessidade de me aprofundar mais nas pesquisas sobre BDSM (só eu fui saber mais, será?). Vi que parte do que eu sabia, o mínimo, era muito preconceituoso, já que esse mundo é muito diferente.

Livro Um • No início da trama, tudo é empolgante, te deixa sem ar, envolvido e levemente apaixonado. E, devo admitir, em muitos momentos me senti excitada pelas cenas explícitas, e gostei muito dessa sensação. Me senti seduzida pelo Grey (e quem não?), pois ele sabia mesmo como chamar atenção e fazer as pessoas o desejarem, afinal de contas, era o que ele mais sabia fazer, no que ele era melhor. Tive um caso de amor e ódio pela Anastasia, já que ela era meio lenta para entender coisas que estavam na cara dela.

Livro Dois • Este livro, para mim, foi o melhor dos três. Nele, os segredos de Grey começam a vir a tona, os sentimentos que ele possui e não reconhece, começam a transparecer nas suas atitudes. Foi o livro de maiores revelações, onde podemos entender boa parte do que acontece com ele, nos prendendo mais ainda na história. O legal, é que neste livro a autora também dá evidência para alguns outros personagens, nos permitindo conhecê-los um pouco mais, e não só ao casal e seu mundinho.

Livro Três • É como sempre penso, as maiores surpresas sempre são guardadas para o final. Mesmo que tenha sido, parcialmente, previsível, eu amei. Chorei demais com o final da história, pois acabou de um jeito tão legal. E podemos ver o quanto os personagens cresceram e se desenvolveram no decorrer de toda história. Estão mais maduros e responsáveis, mais sensatos. Mas, o que mais gostei neste 3º livro, foi que a autora colocou dois capítulos extras, contando o primeiro momento em família do Grey e como ele se sentiu ao conhecer a Anastasia. Ela deu uma palinha do que podemos esperar do livro "Grey", este que estou ansiosa para ler.


Quem já leu a trilogia também? O que acharam e como se sentiram? Comentem.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

30 comentários

  1. I haven't read the books and to be honest I think I won't... But I really like to see you writing about what you like and sharing it with the others =D

    nobelicme.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hello, I am very happy to read that you like what I write, for me, this is very rewarding.

      kisses

      Excluir
  2. Acredito que suo a única que nunca leu esses livros...

    �� PS: Em Dezembro Tem post sempre novo no ar! ��
    Beijos!!!
    Blog A primeira Casa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu falava a mesma coisa, até que resolvi dar uma chance para mim e para o livro...

      Beijos

      Excluir
  3. Oi Gaby, tudo bem?
    Adorei a tua resenha e o modo como dividiu em três partes, analisando cada um dos livros. Lembro que quando li a trilogia, em 2012, fiquei bem surpresa com a história, mas pensei que não poderia ser adaptada tão fielmente para o cinema. Mas quando fui assistir me surpreendi positivamente, porque achei até que foi bem fiel à primeira história.
    Li uma parte de Grey e confesso que achei ok hahaha.

    Bjs
    barbfurtado.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Barb. Tudo bem e contigo?

      Obrigada, achei que ficaria muito melhor de entender e explicar dessa forma, resenhando sobre cada um separadamente.

      Então, como eu assisti primeiro ao filme, já não esperava muito, mas ao ler o livro, percebi que foi bem fiel, mesmo que algumas partes tenham sido em ordem diferente ou modo diferente. Na minha opinião, ficou muito parecido também.

      Beijos

      Excluir
  4. Eu li os quatro, as versões da Ana e na visão do Grey, o meu favorito continua sendo o segundo... Gostei bastante !

    https://amebatom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo que converso diz que o segundo livro é melhor, rs.


      Beijos

      Excluir
  5. Não tem palavra que descreva o meu amor por 50 tons de cinza, li todos os livros em 2013 em menos de 5 meses. Devorei eles, pra falar a verdade. Virei fã dose livros, da escrita da El James, e depois que assisti o filme é vi que ele tá igual zinco o livro eu amei mais ainda <3
    Que post lindo! Ameei
    www.keep-calm-girls.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu li os 3 em menos de 2 meses, na verdade, eu demorei umas 2 semanas pra ler cada um, rs.

      Beijos

      Excluir
  6. Amo essa trilogia!! Grey também é um livro muito bom!! Super indico!!
    Amiga,parabéns pelo blogue��������������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga!
      O Grey já está na minha listinha, certamente.


      Beijos

      Excluir
  7. Adorei a resenha, moça. A história em si é muito interessante, mas detestei tanto a forma como a autora colocou os fatos que simplesmente sentia repulsa enquanto lia os livros. Ele fez tudo girar em torno de sexo e sexo e sexo, isso acabou com a história, deixou pesada, sem sentido para mim, no entanto, por outro lado, realmente é muito bom para entender o contexto, os casos reais. A gente enxerga a situação com outros olhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei exatamente por isso, pois mostrou o pensamento da pessoa sádica, mostrou um pouco sobre BDSM, o que poucos sabem. Mas cada um interpreta e recebe de uma forma né.


      Beijos

      Excluir
  8. Oi, Gaby! Muitos anos atrás, quando teve o lançamento do livro e todo mundo enlouqueceu, eu li o primeiro livro mas fiquei com TANTA raiva do Grey porque acho ele um mimado controlador que nunca li os dois últimos livros apesar de tê-los comprado pra ter a trilogia completa.
    Quero muito dar uma chance mas sempre que penso nisso, fico com raiva e acabo lendo outra coisa hahaha
    Eu gostei da tua resenha porque, apesar da minha raiva pelo mocinho e das muitas críticas, a escrita do primeiro livro me envolveu.

    Beijos.

    BLOG COISA E TAL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois dê essa chance mesmo Feh. O personagem cresce muito, e muda, do segundo livro pro terceiro. É lindo de ver, de verdade!


      Beijos

      Excluir
  9. Nunca li nenhum desses livros mas depois das primeiras cenas do 1ºfilme, perdi a curiosidade toda, inclusivé de ver o resto do filme.
    -Que treta pegada, para não dizer "Que m#rda mais incoerente!"

    E tudo começa com a pior das personagens, " Ingênua e inocente", que trabalha na grande cidade, com formação superior (universidade), e sendo a mais desplantadas e descaradas das profissões: jornalista.

    Como é possível uma mulher (ou homem), ser assim naquele contexto moderno e cosmopolita? Onde a ingenuidade não tem espaço para durar muito, a não ser na personalidade de uma inexperiente e isolada criança?
    E depois, apesar do fascínio que a idiota da jornalista sente pelo empresário, ela nada aprende por conta própria porque é demasiado "burra" para isso - daí que, "Toma lá chicote nas nádegas, porca!!" xD

    Se o contexto cultural da história acontecesse no século passado, onde as raparigas e os rapazes tinham aulas na escola, totalmente separados pelo sexo, aí, talvez fosse possível existir uma jornalista ingénua e inocente mas ainda assim, só num Mundo da cultura machista bem antes do estilo e sociedade Mad Man, por exemplo, pré-guerra mundial ou coisa parecida.

    Beijinho Gaby ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena que tenha baseado sua opinião em 10% da história. Mesmo que não gostasse do estilo, acho que criar um conceito tão fechado, tão crítico sobre tudo é equivocado. Até porque, tudo que pode perceber sobre os personagens, não são realmente como eles são.

      A Anastasia não é jornalista, ela é tímida e reservada, mas é forte e não é submissa. Porém se vê atraída por um homem maravilhoso, pelo qual ela pode enxergar seu interior, quem ele realmente é.
      Grey é um controlador por tudo que passou na vida, por todas as dificuldades da sua infância, coisa que só apareceu no segundo livro. Porém, ele é uma pessoa maravilhosa, inteligente e tem um ótimo coração. Mas nem ele sabia disso, até conhecer ela.

      Há muito mais nessa história do que apenas os poucos minutos que assistiu do filme, cujo esse, só mostra pouca coisa do primeiro livro.

      Mas, como sempre digo, cada um recebe e entende as coisas da sua maneira. Só acho que seria legal dar uma chance e conhecer a história completa.


      Beijos

      Excluir
  10. confesso que nao sou mt fã desse estilo de literatura, mas essa triologia bombou e tem msm mt gente que curte

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não gostava muito, mas decidi ler e adorei.

      Beijos

      Excluir
  11. Preciso ler antes do segundo filmeeee!!!!
    com amor, Bru
    Mania de Bruna

    ResponderExcluir
  12. Não gosto muito desse estilo de livro, mas ameei a sua resenha! Já estou seguindo o blog! Bjos Blog Marinspira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li justamente por que o segundo filme ia sair e eu nem tinha lido os livros, rs.

      Beijos

      Excluir
  13. Amo 50 Tons de Cinza. Também tenho o último livro: Sob os Olhos de Cristian Grey! Já leu?
    www.vivaessamoda.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não, tô pra ganhar e estou louca para ler.


      Beijos

      Excluir
  14. Amei sua resenha, Gaby. Assisti ao filme e não gostei nadinha, acredita? Nunca tive interesse em ler os livros, porém muitas amigas minhas já e sempre me indicavam. O próximo filme me interessou bastante e provavelmente vou assistir. Um super beijo, Blog Minuto de Bobeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito sim, rs. Tem muitas pessoas que não gostam, eu era uma delas.


      Beijos

      Excluir
  15. Eu amo os livros, a história de amor deles, e a autora! Simplesmente demais!


    Um Beijo <3 <3

    www.chuvanojardim.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro, ainda mais a história, que dá uma reviravolta né?


      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter