Como escolher o pet adequado para sua rotina

06:00:00

O animal de estimação é nosso melhor companheiro para a solidão. Eles são brincalhões, cheios de amor e carinho, são atrapalhados e fazem várias travessuras, e isso nos deixa zangados, mas no final, eles fazem uma carinha tão fofa que nos enchem o coração de afeto.

Não consigo entender aquelas pessoas que não gostam deles, que possuem desprezo por um ser tão sincero e que nasceu pra nos amar como somos. E assistir a vídeos de maltrato animal me deixa completamente furiosa e chateada com quem os agride. Eles são criaturas indefesas e só respondem com agressão quando se sentem ameaçados.

Mas enfim, o objetivo deste post não é falar sobre coisas ruins que cometem com esses bichinhos tão lindos e fofos. Hoje, irei falar sobre alguns aspectos importantes e super relevantes que devem ser bem pensados e planejados na hora de escolher o pet ideal para a sua rotina.


Antes de decidir ter um pet, todos os integrantes da casa devem estar de acordo com isso. Então, deve ser debatido essa questão e somente depois de todos concordarem, que deve ser feito uma análise do perfil da família e depois a escolha do animal que seja mais adequado para esse ambiente.

A primeira coisa que devem ter em mente é que eles são animais vivos, e não bichos de pelúcia que quando não gostarem mais ou não servirem para seus propósitos, podem simplesmente jogar fora. Não mesmo! Escolha adequadamente para depois não se arrepender. E se acontecer de não estar se entendendo com o bichinho, doe, mas nunca abandone nas ruas. Isso é crime! Não faça com eles o que não gostaria que fizessem com você.

Uma das coisas mais importantes na hora de escolher qual animal mais combina com sua rotina de vida, é saber sua ficha técnica. Digo isso porque cada animalzinho possui qualidades e defeitos, como também são mais específicos para um ambiente e não para outro. Portanto, escolha de acordo com seu ambiente. Se mora em apartamento e quase não fica em casa, escolha um pet que não seja dependente demais e saiba viver sozinho por algumas horas sem entrar em depressão. Se mora numa casa grande e possui um pátio enorme, escolha um que goste e necessite de bastante espaço para correr e brincar.

Outra coisa que não deve deixar de analisar é a questão de já possuir algum outro animal, pois tem espécies que não se dão muito bem e outros que sim. Isso é muito importante, pois seus bichinhos precisam viver em harmonia, e se isso não ocorrer, eles irão entrar em conflito para ver quem chama mais a sua atenção.


A questão financeira não deveria nem ser tratada neste post, pois deveria ser algo normal, mas sempre há aqueles que se esquecem que um animal precisa de cuidados tanto quanto nós. E cuidar deles não é fácil. Tem despesas de alimentação, higiene, conforto (roupinhas de frio e cobertas para dormir), as visitas periódicas ao veterinário também não podem faltar. Sem esquecer de que podem ocorrer imprevistos e acidentes, então tenha em mente que ter um animal exige do proprietário um grande desembolso para manter a qualidade de vida dele.

Outra coisa que eu recomendo é a adoção. Esses são bichinhos que geralmente precisam de um cuidado redobrado, porém eles possuem uma gratidão enorme com quem faz isso. Tendem a ser mais dóceis, amorosos e muito mais companheiros. Além de não lhe custarem nada na aquisição, ao contrário de um animal comprado que dificilmente se encontra num valor baixo.

Falo isso com toda propriedade do mundo, pois na minha casa, alguns anos atrás, resgatamos uma cachorrinha das ruas. Ela estava muito desnutrida e seus ossinhos estavam totalmente a mostra nas costelas. Ela possuía sarna e muitas pulgas pelo corpo todo, já estava perdendo todo o pelo em algumas regiões. De início, pegamos para cuidar e tentamos encontrar o dono. Somente depois de algumas semanas, quando percebemos que ninguém estava procurando por ela, resolvemos adotar. Nesse período ela já estava bem melhor, ganhando peso e tratando da sarna. Em pouco tempo ficou saudável, ganhou peso e energia, brincava com mais alegria e disposição. Ela se tornou da família e de adaptou muito bem ao nosso ambiente e a outra cachorrinha que já tínhamos em casa.


Ah! Não se esqueça que o temperamento do animal depende mais das suas atitudes com ele do que a dele mesmo. Pois mesmo que alguns tenham tendência a serem mais violentos, eles só serão se você ensinar a serem. E a dica que vou dar se enquadra perfeitamente para isso. Algo que sempre falo para as pessoas é assistir aos programas de comportamento animal, onde ensinam o que cada ação e reação significa e como mudar. Isso evita muitas decepções e, até mesmo, a opção de passar o bichinho adiante.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

16 comentários

  1. Acima de tudo, precisamos ter espaço e tempo pra nossos bichinhos, né?
    Beijinhos ❤
    Blog Ale Canofre
    YouTube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, Alê. Dedicação à eles é o que mais importa.

      Beijos

      Excluir
  2. quanta fofura em um unico post!
    eu amo cachorro, tenho duas !! são bem adaptadas a nossa rotina ♥
    é muito amo rs!
    beijs
    http://www.tatycamposblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que ótimo Taty. Isso é muito importante, significa que sua escolha, mesmo que talvez não tenha sido analisada, deu certo.

      Beijos

      Excluir
  3. Que post incrível, Gaby. Quando compramos um bichinho é aquela emoção, porém depois daquele primeiro momento muitas coisas podem acontecer. É sempre bom pesquisar e ver qual pet mais se encaixa com você e com seu estilo de vida, não sei o que seria de mim sem o Bart, ele é meu companheiro! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, Kaila. Na hora de adquirimos é muito amor, mas depois, quando eles começam com suas travessuras, as pessoas, muitas vezes, acabam descontando neles ou se desfazendo, como se fossem os culpados. Por isso é sempre importante verificar a ficha técnica de cada um.

      Beijos

      Excluir
  4. Ooi Gaby, eu amo gatos sou apaixonada por eles, mas recentemente acabei perdendo a minha gata e não quero substituir ela tão cedo :S
    beijinhos adorei o post
    bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Leti. Que pena. Sinto muito pela perda! Mas quando se sentir pronta, procure outra. Animais fazem bem a nossa vida, nos trazem muita alegria e relaxamento.

      Beijos

      Excluir
  5. Sinceramente eu preciso muito de um cachorrinho, pequeno, porque fico muito sozinha sabe, mas infelizmente minha casa é pequena e provavelmente não daria muito certo hahahah.

    Um beijo,
    http://lesjoursdemarcela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ma. Claro que daria certo sim. Tem várias raças de cachorros que se adaptam muito bem a locais pequenos. Só pesquisar...

      Espero que consiga ter o pet que deseja.

      Beijos

      Excluir
  6. mt importante pensar super bem antes de escolher um animal pq a gente tem que cuidar msm, é um compromisso pra vida

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lívia. Ter um pet é preciso de comprometimento, cuidar bem e se importar. Por isso é muito importante escolher o pet adequado pra vida que vivemos e não ficar apenas escolhendo qual raça gostamos mais. Depois, acontece do animal não se adaptar e virar um problemão.

      Beijos

      Excluir
  7. Eu adotei uma gatinha que ficava abandonada, ela tava bem maltratada, adorei primeiro pq ela tava precisando de ajuda e segundo pq fazia tempo que eu queria um bichinho. <3 Cuidei dela e hoje não consigo ficar um minuto longe dela, mas devemos saber das responsabilidades, só adotar se você puder realmente cuidar. :/ beijão
    www.blogbelezamake.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que belo exemplo, viu? Tão difícil ver pessoas que adotam, ainda mais aqueles que estão bem maltratados e cheios de doenças. Fico muito feliz em saber disso e que seu amor por ela só aumentou.

      Beijos

      Excluir
  8. Faz 5 anos que adotei meu cachorro da rua e confesso que já passamos por muitas coisas juntos viu? Não é fácil ter um bichinho de estimação, só que mais difícil ainda se imaginar sem ele um dia. Um dos meus sonhos é ter um gatinho adotado também, sempre vejo muitos na minha rua e corta meu coração. Mas minha mãe tem medo que meu cachorro não se adapte com outro coleguinha :( Tudo o que você disse é de utilidade pública! TODO MUNDO deveria ler esse post! Amei <3

    Um beijo,
    eililian.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lilian. Não é fácil ter um animalzinho, mas também concordo que alguns de nós não sabemos viver sem eles. São bichos tão dóceis e cheios de amor, não importa quão arteiros sejam, eles são fonte de carinho e gratidão. Por isso é sempre bom saber as coisas básicas para te-los.

      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter