10 coisas que fazemos pelos outros - e por nós mesmos

05:51:00

Quando temos consideração e sentimentos por alguém, seja lá qual for, temos tendência a agir de forma diferente. Por isso, acabamos fazendo por eles o que não deveríamos - ou sim, mas nem sempre conseguimos perceber que, as vezes, essas nossas atitudes estão mascaradas e que fazemos mais por nós do que por eles.


Sim, isso é meio confuso de entender. Mas para facilitar um pouquinho, vou tentar explicar. Você nunca fez algo por alguém, que pensava estar fazendo pelo bem dela, mas que, no fundo, era para te poupar de algo? Já, né? Pensa bem, vasculha lá no fundo da sua memória, que vai perceber que já fez isso. Quem nunca, né? 

Portanto, é sobre isso que irei falar hoje. Sobre algumas ações nossas que, muitas vezes, são encobertas pela verdade. 

10 coisas que fazemos pelos outros - e por nós mesmos:

1) Levar a culpa

Quem nunca levou a culpa por um amigo ou irmão para ele não se encrencar? Isso é muito típico nosso. Vem da tão chamada cumplicidade. Quando você tem isso com outra pessoa, muitas vezes se sente na obrigação de proteger o outro. Mas isso nem sempre é correto, ou nunca é. Pois assim, você está deixando a pessoa mal acostumada. Fazendo com que ela não aprenda a arcar com as próprias consequências. Em outras palavras, você está mimando demais

2) Deixar partir quando quer que fique 

Típico de quem está num relacionamento que se desgastou com o tempo ou que nunca foi o que poderia - ou deveria - ser. Quando lutamos para um relacionamento dar certo, e tudo mostra que não é possível, insistimos demais naquilo. Piorando ainda mais a situação. Então, algumas vezes, nós abrimos mão daquilo e de quem queremos para não piorar mais do que já está. Porém, abrir mão não significa que deixamos de querer , mas sim, que não podemos mais conviver daquela forma.

3) Deixar de se declarar porquê outra pessoa também gosta 

Ah, nessa eu sou campeã. Aliás, me encontro nesta situação no momento. Acontece muito com aquele carinha legal que conhecemos e nos encantamos, então sua melhor amiga vai lá e te fala que tá gostando dele. E aí? Como contar que você também está? Vai arriscar e perder a amizade por um carinha aí ou vai deixar sua amiga tentar ser feliz com ele? Essa é uma escolha difícil e qualquer uma delas tem um bom motivo. Pois, passar por cima dos sentimentos dos outros para seu próprio bem é cruel e covarde, ainda mais se for de alguém que você - aparentemente - gosta. Mas também, deixar sua felicidade, abrir mão disso pelos outros, é se colocar em segundo lugar sempre. É deixar que os outros brilhem mais e sejam mais felizes. Por isso, temos um grande impasse aqui.

4) Partir para não magoar mais 

Outro item que tenho quase um mestrado é partir da vida de alguém para não magoar mais a pessoa. Pelo menos, no meu caso, faço isso pois, ao magoar alguém que gosto muito, me magoo por saber que estou fazendo isso. Então, me distancio para não fazer mal as pessoas, e como eu sou um poço de obscuridade por dentro, faço isso sempre. Pois tenho um costume horrível de magoar quem gosto por ter uma personalidade forte e difícil de lidar.

5) Ser sincera demais 

Acho que esse deveria ser o primeiro tópico, porque quase sempre sou sincera - até demais. E acabo ferindo muito as pessoas. Também passo como a ruim da história ou a grossa e estúpida. Confundem bastante. Mas ainda prefiro ser sincera e magoar a pessoa com a verdade, do que mentir e fingir uma felicidade que não existe. Sempre dizem que é mais fácil perdoar com a verdade do que com a mentira e nunca quis arriscar o oposto para ver se era verdade mesmo.

6) Omitir coisas para poupar sofrimento 

Esse é o pior erro, na minha opinião. E é aqui que me refiro a poupar alguém de algo, mas que, geralmente, estamos poupando nós mesmos. Nosso medo em magoar as pessoas, no que ela vai pensar sobre nós ou o desconhecimento sobre a reação que ela terá com aquilo nos faz omitir, e até mesmo mentir, sobre muitas coisas. 

7) Comprar briga/defender

Esse se encaixa no primeiro item, também. E é muito comum entre amigos ou familiares, onde não fazemos parte do problema, mas nos sentimos no dever de defender a pessoa. E fazendo isso, tornamos aquilo pessoal. Ex.: Sua melhor amiga está discutindo com outra pessoa e ofendem ela, ou a família. Imediatamente você se compadece da situação e torna a participar daquela discussão sem fundamento. 

8) Ser ombro amigo mesmo com seus próprios problemas 

Atitude bonita demais, mas que muitas vezes só nos faz piorar. Quando nem nós conseguimos resolver nossos problemas e resolvemos ouvir os dos outros, acabamos sugando mais energia ruim para nós. Então, com uma atitude bonita, deixamos a nossa própria situação numa escala bem maior de problemas.

9) Acompanhar em lugares que não quer ir

Quando somos adolescente, fazemos muito disso. Acompanhamos a amiga quando ela marca um encontro com o boy mas não quer ir sozinha. E o pior da situação? O boy da amiga sempre arranja um boy para você, mesmo sem perguntar se quer. Tem pessoas que gostam disso, mas eu? Eu nunca fui daquelas que me importava ficar de vela. Até prefiro. Já não basta estar indo num lugar que não tô muito afim de estar, ainda tenho que aturar amigo do boy da amiga de cantada pra cima de mim? Ah, não né!

10) Parar de falar com alguém porque não gostavam 

Acho que só fiz isso pouquíssimas vezes, pois não acho nada correto. Mas quando eu sou bem amiga de uma pessoa e não muito da outra, não vejo motivos para não fazer. Embora eu não deixe de conversar, por respeito e educação, caso a pessoa me procure. Mas o fato é que não devemos nos afastar de alguém só porque um amigo seu não vai com a cara da pessoa. Isso é um problema entre ambos, nada com você. Então, se deixar de falar com a pessoa, vai estar fazendo o item 7. Sem contar que é muito mais errado sua amiga deixar de falar contigo ou brigar porque não parou de falar com a outra, como se tu fosse obrigada a gostar das mesmas coisas ou não gostar. Hello, temos vida própria, né? 

Vocês viram como fazemos muitas coisas pelos outros e que nem sempre é correto? E o pior disso, é perceber que muitas delas fazemos por nós, sem nem perceber. Porém, a conclusão que tiro é pessoal, pois cada um vê a vida de uma forma diferente. O que para mim pode ser certo e errado, para vocês pode ser o oposto. E o intuito deste post é descontrair, rindo um pouco das nossas atitudes, mas também nos fazer refletir se nossas atitudes com os outros está correta ou não, para nós e por nós.

E vocês, já fizeram alguma dessas coisas listadas acima? O que pensam a respeito? Foi pela pessoa ou por vocês mesmos? Sejam sinceros. Comentem.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

22 comentários

  1. É bem verdade! Muitas vezes deixamos de fazer coisas pelos outros, só para não haver chatices...
    Segui o blog :)

    Beijinhos

    My Beauty Conspiracy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, ou também, fazemos coisas pelos outros que não gostamos de fazer, mas para não chatear ou magoar nós fazemos.

      Beijos

      Excluir
  2. Eu faço tudo isso inclusive de uma vez ou outra, inclusive ser um ombro amigo mesmo tendo meus problemas. Mas uma coisa recente que fiz e acredito não ser bom é omitir algo para a outra pessoa não sofrer, no fim, foi pior ainda.
    Um beijo.

    http://lesjoursdemarcela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, Ma, eu fazia isso direto, de ser um ombro amigo quando meus problemas eram tão grandes e ruins quanto o da pessoa. Mas hoje em dia? Eu não consigo ser assim, tão "amiga" com meus amigos, pois nada adianta ajudar os outros se nem os meus problemas eu consigo resolver. Vira tudo uma bola de neve, aí só piora.

      Beijos

      Excluir
  3. Olha você comentou sobre a sinceridade e ta aí, eu sou sincera também e fala na lata ai acaba magoando as pessoas, porém se mentir magoa do mesmo jeito então fica difícil.....a verdade dói e a mentira também vai entender.

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, que difícil isso, né? Mas ainda acho que ser sincero é melhor, a sinceridade pode haver perdão, mas a mentira não.

      Beijos

      Excluir
  4. nossa, mts vezes fazemos msm essas coisas por outras pessoas contrariando nossa propria vontade, precisamos mt rever isso para agir mais de acordo com nosso coração

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, mas fica aquela dúvida cruel, também não podemos magoar os outros só por isso. Cautela é a base de tudo.

      Beijos

      Excluir
  5. Confesso que já fiz e ainda faço várias
    Adorei
    Bjus
    Taty
    Na Casa dos Abrantes
    Canal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, não é a única, viu? Sou campeã nisso tudo, rs.

      Beijos

      Excluir
  6. Muitas vezes um sorriso simpático, aquela atenção fantástica ! aquele dizer, posso lhe dar um abraço? derruba qualquer situação. As vezes é só isso que a pessoa esta precisando. Um sorriso,atenção e um abraço. Serve pra todos itens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou eu não entendi sua referência, ou você. Pois este post quis dizer sobre coisas que fazemos pelos outros mas nem sempre deveríamos, por ser errado ou n motivos. Então, creio não ter entendido porque isso serviria para os itens citados.

      Excluir
  7. Já perdi a conta de quantas vezes passei pelo item 3, principalmente quando eu era mais novinha. É uma situação que a gente sempre fica muito sem saber o que fazer e acaba quase sempre simplesmente não fazendo nada, fingindo que nem sente nada só pra não criar "confusão".

    O 6 também eu já passei várias vezes, principalmente com relação a erros e problemas que nem me envolviam, mas que por algum motivo eu acabava descobrindo e nunca queria ser a pessoa que ia se meter e contar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, verdade. Eu que estou nesse momento, fico agoniada por não poder falar, as vezes, dá uma gana por ter que guardar isso pra mim, mas por um bem maior, fico quieta né, rs. O 6 eu já fiz muito, mas percebi o erro que é.

      Beijos

      Excluir
  8. Amei demais sua lista, acho que todo mundo se identificou pelo menos com um tópico, né? Me identifiquei com vários e sempre fiz e ainda faço algumas coisas pelas pessoas. Amei sua reflexão! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Kaila. Fico feliz que gostou e se identificou.

      Beijos

      Excluir
  9. Nossa, eu já levei a culpa muitas vezes pela minha irmã mesmo, já até perdi as contas, hahaha! Isso de deixar partir quando quer que fique, sempre faço isso e sempre sou eu que tomo a atitude a maioria das vezes. Porque quando não sou eu tomando a partida, é "ele" mentindo e se distanciando, o que é pior. Isso de gostar da mesma pessoa que a outra também gosta é MUITO EU! Pior é que eu conto mesmo, mas é logo aí que a amiga vai lá e pega mesmo também, hahaha! Aí eu continuo lá só afim mesmo, mas sem poder. Isso de partir ou me distanciar da pessoa para não piorar, faço também. Mas olha, é um esforço ein... Porque dói até em mim. Nossa, isso de ser sincera demais é tão eu, haha! E o pior é que eu só me ferro sendo assim, porque sou sincera na cara de pau e a pessoa não gosta, aí já viu né? Isso de omitir é um erro mesmo. Pior que faço sempre. To tentando controlar, mas é inevitável algumas vezes. Comprar briga e/ou defender é só em questões se envolver família ou uma amiga muito próxima, mas também só defendo se a pessoa estiver certa mesmo, se não... não tem nem como defender, haha! Ser ombro amigo é lindo, difícil e serem seu né? Quando você vai contar dos seus problemas, muitas vezes não dá em nada, mas você escuta o de todos. É exatamente isso que acontece, a atitude pode ser bonita mas deixamos numa escala bem maior de problemas. Nossa, esse item 9 eu faço SEMPRE! Quando era adolescente era essa situação aí que você comentou, mas agora é questão de ir pra lugares como barzinhos ou baladas que eu não curto, só pra acompanhar a amiga :( o pior é quando eu quero ir nas minhas baladinhas, ninguém pode e/ou ninguém quer. Ah, é raro eu me afastar de uma pessoa só porque o amigo não gosta. Só me afasto de uma pessoa quando ela me faz mal e fim. Algumas coisas que fazemos realmente não é bom pra gente, pro outro pode ser ótimo, mas pra gente é ruim. Adorei o post!
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem nunca levou a culpa por um familiar, né? Acho que todos. Lembro que comentou algo sobre partir, rs. Nossa, mas nem sempre eles mentem e enganam, assim já é um exagero poxa, kkkk. Nossa, aí já é sacanagem da amiga né? Mas afinal, é amiga mesmo? kkkkkk. Verdade, tanto omitir quanto mentir são erros graves, só beneficiam a gente e muitas vezes, depois, nos damos mal. Nem me fala, a gente que costuma ajudar os outros, ouvir os problemas e tudo mais, nem sempre recebe o mesmo em troca quando os papeis estão invertidos.

      Beijos

      Excluir
  10. Me identifiquei com várias coisas, principalmente com a questão de ser sincera. Também sempre falo a verdade e acabo sendo tachada como grossa, então agora tento pensar melhor no que vou falar. Ah, e ainda bem que nunca passei pela situação de gostar da mesma pessoa que uma amiga. Isso só aconteceu quando eu era criança, mas a gente fazia graça disso, então não era nada sério. Confesso que não saberia lidar com algo desse tipo.

    Adorei esse post, bem diferente e pra pensar, Gaby <3

    Beijos!

    Letras na Gaveta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu prefiro continuar sendo sincera, pois as pessoas tendem a entender e interpretar as coisas como bem entenderem, mesmo que tenhamos tomado cuidado na hora de falar e como fazer isso. Então prefiro ser a grossa que é sincera, do que a mentirosa que é legal com todos.

      Beijos

      Excluir
  11. É complicado este assunto, né? Porém muitas pessoas se identificam, assim como eu. Bom, antigamente eu fazia muito pelas pessoas e não pensava muito em mim e, aprendi que primeiramente temos que se auto ajudar e depois tentar ajudar as pessoas. Hoje pra mim tem que ser tudo em prol das duas partes, eu não farei por aquela pessoa o que eu não gostaria que fizesse comigo. Então, é melhor tratarmos uns aos outros com sinceridade e da forma que a gente gostaria de ser tratado. Bjj!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É correto pensar assim, faço para os outros o que gostaria que fizessem para mim. É o certo a se fazer, mas esses itens que citei, necessariamente não precisa estar fora desse quesito, mas muitas vezes acabamos extrapolando e deixando chegar a um ponto que não deveria. Por exemplo, o item um, a pessoa vai se acostumar tanto com os outros levando as consequências por ele, que será uma pessoa mal caráter, podendo usar disso como arma para se safar de tudo depois.

      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter