Livro - Grey de E.L. James

06:24:00

Todos que me conhecem a algum tempo, já sabem que eu sou apaixonada por leitura. Não fico um dia sem ler. É uma necessidade quase que fisiológica para mim, ou como se fosse. Se não leio no dia, nasce o sentimento de que algo está faltando. Portanto, sempre estou lendo um livro novo.

E alguns meses atrás, eu li a trilogia dos 50 tons (leia a resenha aqui). Nunca que eu iria pensar que essa história, algum dia, me interessaria e mais, que faria com que eu me apaixonasse pela leitura. E foi por este motivo que quis ler Grey. Que nada mais é do que a versão dele de tudo entre o casal.

Como eu havia resenhado a trilogia e recentemente terminei este, resolvi compartilhar, mais uma vez, com vocês o que achei do livro. E, como eu havia adorado a versão dela, supus - e criei muitas expectativas sobre - que este seria tão maravilhoso quanto. Agora, vamos saber se ele atingiu essas grandes expectativas ou não? 


Sinopse: Christian Grey é um empresário atraente e bem-sucedido, dono de uma basta fortuna e de um estilo de vida sofisticado. Com menos de trinta anos comanda um negócio multinacional e, além de lindo, é extremamente controlador. Anastasia Steele é uma estudante de literatura tímida e reservada, de beleza discreta e espírito independente. Aos vinte e um anos, trabalha numa loja de material de construção e nunca teve um namorado. Anastasia e Christian não têm nada em comum. Ainda assim, logo que se conhecem sentem uma irresistível atração pelo outro. A despeito de sua enigmática reserva, Christian se encanta por Ana e se surpreende ao ter que lidar com sentimentos que lhe são desconhecidos. Ninguém sabe que, por trás da fachada de sucesso - os negócios, a fortuna, a família -, ele é atormentado por pesadelos e esconde um passado angustiante. De todas as pessoas que já estiveram em sua vida, só Ana parece ser capaz de ultrapassar as barreiras que ele impõe aos relacionamentos. 

( SEM SPOILER )

O livro não foi nenhuma surpresa para mim, pois como conta a visão do personagem sobre os acontecimentos, é basicamente a mesma coisa que os 50 tons. Mas é bem curioso conhecer os pensamentos que Grey tem sobre a Ana. Poder ver o outro lado da história, saber como ela afeta ele, o fato dele não conhecer muito bem seus sentimentos é surpreendente. 

Da mesma forma que podemos ver o amadurecimento do personagem nos livros anteriores, este está mais evidente, principalmente no quesito sentimentos. Algo que me chamou bastante atenção é que em 50 tons a personagem Ana, sob os olhos dela, é meio sem sal, inocente demais e até meio tapada. Mas quando lemos Grey, podemos perceber que não é bem assim. Que ela tem certa doçura, sensualidade e inteligência que ele pode ver nitidamente, e ela não. 

O livro Grey não foge nada da característica dos anteriores, com seus momentos excitantes, engraçados e um pouco emocionantes, transmite um misto de sentimentos e, em alguns trechos, chega a nos chocar com os fatos. E sobre os momentos excitantes, achei bem mais leve que os outros, talvez porque eu já conhecia a história, mas não li nada que me deixasse realmente excitada, somente um pouco empolgada. 

Embora tenha sido um livro que demorei pouco mais de um mês para ler, eu achei a leitura bem leve, independente do gênero, e atraente, me prendendo bastante na história novamente. E esse é um aspecto bem raro de se ver, pois quando lemos a mesma história, mesmo que sob uma visão diferente, a leitura fica monótona por não ter nenhuma novidade sobre os acontecimentos.

Só fiquei um pouco chateada com o final, pois ele deu aquele gostinho de quero mais, não pareceu um fim. Como não sei se a autora irá fazer a trilogia toda com o ponto de vista dele, acho que aquele final deixou a desejar. Porém, não vejo outra forma de terminá-lo se não houver continuidade. Também não vejo necessidade de continuação, pois aí sim seria uma leitura bem maçante e que não atrairia muita atenção.

O que mais gostei neste livro foi a forma como a autora inseriu sonhos e lembranças do passado do personagem. Foi o que, justamente, deu um up na leitura, ainda mais para quem já conhece a história. O fato de saber algumas coisas do seu passado, o que ele passou, os motivos por ter ficado daquele jeito, responde muita dúvida e preenche algumas lacunas que haviam permanecido dos livros anteriores.


Portanto, é um livro que eu leria novamente, com certeza. Talvez, mudaria a ordem da leitura, colocando Grey no lugar de 50 tons de cinza, o primeiro, e leria a sequência normalmente. E vocês, já leram o livro? O que acharam? Comentem.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

18 comentários

  1. confesso que esse estilo de leitura tipo 50 tons de cinza nao me agrada mt, mas gostei de conferir tua opiniao do livro

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que pena que não agrada. A mim também não, logo que lançaram os livros, mas depois dei uma chance e acabei gostando.

      Beijos

      Excluir
  2. Confesso que morro de vontade de ler Cinquenta Tons de Cinza, porém, não sei se meus pais me deixariam comprar, pois eles já conhecem a história... Enfim, Grey parece ser bastante intenso também, adorei a ideia da trama ter sido contada em duas versões diferentes...

    Beijos... E ah, venha fazer uma visita ao meu blog!
    Entre Devaneios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que pena. Mas tenta, vê se eles liberam. Na minha opinião o livro não é tão forte assim como muitos falam, e é só ficção. A realidade tem coisa muito pior, kkkk. Sim, ficou até um pouco mais interessante, pois é legal saber a visão dos dois personagens e saber o que realmente aconteceu de ambos os lados.

      Beijos

      Excluir
  3. Não sou muito fã de 50 tons de cinza, na realidade só assisti o filme e não me chamou muito a atenção, talvez seja bacana eu ler o livro, mas o filme me deu uma desanimada =( Mas esse livro parece ser interessante exatamente por ser escrito através de uma outra perspectiva, a do Christian!
    Adorei a resenha, Gaby, como sempre muito boa!

    Um beijo enorme! <3
    Carla Carrais | www.cahcarrais.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cah, tenta ler este livro, talvez te faça gostar da história.

      Beijos

      Excluir
  4. Eu não cheguei a ler a trilogia! Ganhei apenas esse e fiquei apaixonada. Foi meu primeiro livro " erotico" como todo mundo diz que viu ser assim! Eu vi muito mais que isso. Mas em fim..amei muito!
    bj
    www.omundodatutty.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, ele não é só erótico, embora eu ache ele bem fraco, se comparado a outras leituras que tive. Mas ele também tem esse lado em que alguém, com sérios problemas, consegue ver ajuda em uma pessoa totalmente diferente do que ele já conheceu. No caso do Grey, a Anna nada submissa e ele controlador, ela era muito diferente do que ele queria, e acabou sendo o que ele precisava.

      Beijos

      Excluir
  5. Essa trilogia não me atraiu não, acredita? =/
    Queria ter esse pique de ler, como você tem kkkkkkkkk.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito, muita gente não curti esse tipo de leitura.
      Ah, eu amo ler, então eu não vivo sem isso. É normal já.

      Beijos

      Excluir
  6. Oi, Gabi.
    Não li esse livro e confesso que tentei ler a trilogia, mas comigo não funcionou, não me cativou enquanto leitora, já minha mãe amou rs.
    E puxa que pena que a autora deixou o fim em aberto, odeio quando isso acontece.
    Beijo e amei suas fotos ♥

    Te Conto Poesia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas por um lado, acho que não tem porque ter continuidade numa versão só dele, tipo uma trilogia também, pois já conhecemos quase toda história, ficaria meio sem graça continuar. Não tinha outra forma de acabar.

      Beijos

      Excluir
  7. Eu só vi os filmes, ainda não li o livro. Mas sei que já no final do primeiro filme, fiquei com dó dele. Acho que seria legal ler nessa sequência que você disse mesmo, ler primeiro o Grey e depois a trilogia dos 50 Tons mesmo, até pra entender o pensamento dele sobre tudo. Enfim, gostei da resenha!
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, o filme é bem mais leve sabe? E no livro, tanto na versão dela quanto a dele, dá para ver como sofreram com aquele "final" do primeiro filme. Mas, certamente, o livro dele é meu preferido como início de história.

      Beijos

      Excluir
  8. Eu já comecei a ler 50 tons, porém a leitura não me prendeu. Vi os dois filmes que saíram até agora, e até gostei, mas não consegui me prender de verdade a história, sabe?

    Acho legal isso que a autora fez, de um livro do ponto de vista do Grey, com certeza complementa bastante a leitura e faz a gente conhecer a história de outro ângulo.

    Também amo ler e não vivo sem, por mim teria uma biblioteca inteirinha haha.

    Beijos <3

    Letras na Gaveta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já li outra trilogia que a autora também publicou um com a visão do outro personagem principal. E amei, então quando descobri sobre a versão Grey, quis a todo custo, já que amo a história.

      OBS: Ainda terei minha biblioteca em casa.

      Beijos

      Excluir
  9. Eu fico tão encucada com essa leitura, Gaby! Não é meu estilo, mas já ouvi e li alguns relatos, como o seu, que me deixaram curiosa -- e, convenhamos, não dá pra julgar nada sem conhecer e, às vezes, as aparências enganam, hahaha. Inclusive minha vó leu tudo e disse que gostou (!!!). Meu único problema é ter uma lista gigantesca de livros esperando para ser lidos (eis o problema de amar o hábito da leitura). Vou colocar na lista, quem sabe eu me surpreenda, né? :)
    Beijos!

    Bru | http://www.moderando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, e sabe o que é engraçado na minha experiência com os livros? Eu detestava demais eles e a história quando foram lançados, então o filme saiu, eu resolvi ver e acabei curtindo bastante, aí arrisquei com os livros e me encantei com a leitura e as sensações que me permitiu ter.

      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter