# Dá o play: Riverdale, uma série cheia de lições

05:05:00

Meus dias são sempre muito corridos e exaustivos. Da hora que acordo à que vou dormir sempre estou fazendo algo, sempre tenho algum compromisso ou tarefa do cronograma para cumprir. Então, quando tenho um dia de folga procuro relaxar e fazer algo que eu goste muito. Minha primeira opção sempre é assistir um filme ou série, ambos se der tempo. E no domingo que passou eu fiz exatamente isso, um dia de maratona. Eu estava assistindo Vikings, mas admito que não me prendeu, então a série escolhida da vez foi Riverdale. Uma troca e tanto, devo dizer. Nada de arrependimentos, só surpresas positivas. 


Sinopse:

Riverdale traz uma abordagem subversiva de Archie (KJ Apa), Betty (Lili Reinhart), Veronica (Camila Mendes), Jughead Jones (Cole Sprouse), Josie (Ashleigh Murray) e seus amigos, explorando o surrealismo de uma pequena cidade e seus curiosos habitantes. A história começa quando a cidade se recupera de uma trágica perda, o que leva Archie a pensar mais seriamente a respeito de seu futuro. Com isto, ele embarca em uma jornada em busca de realizar o seu sonho de tornar um grande músico; mas cumprir essa missão não será nada fácil, enquanto Archie ainda precisa lidar com sua agitada vida amorosa, dividido entre Betty e Veronica.



Eu fiquei bem surpresa com a série e me arrependo de não ter assistido logo que estreou na Netflix, já que era uma das séries que eu mais queria assistir, devido a toda a propaganda positiva que estavam fazendo antes mesmo da estreia.

É o tipo de série que te prende do início ao fim, cheia de mistérios para desvendar, personagens queridinhos e os mais odiados, é claro. Mas, acima de tudo, é uma série que dá para tirar muito proveito em cada episódio, pois sempre tem alguma lição importante a passar.

A série mostra perfeitamente, de forma clara e concisa, a evolução de cada personagem. Não é daquelas séries que deixam lacunas na história, pois com o decorrer da trama ela vai contando de pouco a pouco alguns conflitos que ficam evidentes nas cenas.

Eu fiquei muito impressionada e contente com a atuação de cada um, mesmo para atores tão jovens, não só de idade, mas neste ramo. Mas preciso admitir que mesmo tendo meus favoritos que são, obviamente, Betty e Jughead, um casal tão lindo, eu meio que chipei o Arch com a Betty no finalzinho da temporada, mas o Arch tem que sofrer porque quando teve chance ele desperdiçou. Agora sofre Archzinho!

Porém, dentre todos os atores, a que mais me surpreendeu positivamente foi a atuação de Madelaine, que fez o papel da Cheryl, a riquinha irmã do garoto que faleceu. Nas cenas, ela ia de um extremo ao outro em questão de segundos, da menina sozinha que só queria amizades verdadeiras a popular e má da escola. Ia do choro desesperado a frieza e malevolência tão rápido que, mesmo sendo um personagem irritando, me cativou demais e me fez ter empatia.

Num todo, o que mais amei nesta série foi essa mistura de drama com um pouco de suspense, romance adolescente e a música. Fala sério, que vozes incríveis!


6 coisas para aprender com Riverdale:

1. Sonhos - Não importa o que digam, você tem que acreditar em si mesmo e em seus sonhos. Deve correr atrás deles e tentar ao menos. E seus pais fazem planos para você, eles querem seu bem, sempre. Mas será que o que eles querem é o mesmo que você quer? Se não for, faça ouvirem a sua voz, você precisa e deve fazer o que quer, o que sonha. Só assim será feliz de verdade.

2. Família - É tudo que temos, somos o legado deles, mas não somos os erros que cometeram. Podemos herdar algumas coisas, personalidade, gestos, costumes, mas não significa que temos ou vamos cometer os mesmos erros que eles no passado. Acima de tudo, eles são nossa base, nosso maior exemplo de vida do que seguir - ou não.

3. Amizades - Não importa o que acontecer, sempre confie em seus amigos, eles são sua segunda família, pessoas com quem pode contar, desabafar. Seja sempre honesto com eles, mesmo que a verdade doa, mesmo que tenha feito algo que os magoem, eles são as pessoas mais capazes de perdoar seus erros. Ah, lembrando que seus pais e irmãos também podem ser seus amigos.

4. Desconfie - Quando algo te soar estranho, quando seus sentidos te disserem que algo está errado, acredite nisso. Desconfie das coisas e busque a verdade.

5. Integridade - Faça o que acha ser correto, mesmo que te digam o contrário, que tentem te impedir, muitas pessoas só pensam no próprio bem, só se preocupam consigo mesmo, então faça o que achar correto, é isso que importa. Consciência limpa sempre!

6. Segredos - Eles podem destruir tudo, confiança, uniões, famílias e vidas. Todos temos segredos, alguns mais que outros, segredos bobos ou muito sombrios, mas será que vale a pena guarda-los se isso custar muito caro? 


E aí, quem já assistiu essa série da Netflix? O que achou da primeira temporada? Comentem.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

6 comentários

  1. Quase comecei ontem, mas n tinha lido nenhuma resenha sobre e fiquei com medo de perder meu tempo, já que dificilmente consigo acompanhar alguma série heheheh
    Qd conseguir um tempinho, vou assistir!

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredita que não leio nenhuma resenha antes de começar a maioria das séries que vejo? Geralmente se vejo a sinopse ou trailer e me desperta interesse eu caio de cabeça, raramente me decepciono com isso.

      Beijos

      Excluir
  2. Me encanta. Já estou vendo a segunda temporada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou começar a assistir a segunda assim que eu tiver folga de novo, kkkk.

      Beijos

      Excluir
  3. Olá querida!
    Nunca vi a primeira temporada mas fiquei super curiosa com este post !!! AMEI
    Segui o seu blog, quero convidar-te a visitar e a seguir o meu de volta <3

    pimentamaisdoce.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se decidir assistir a série, me conta o que achou e o que aprendeu com ela, viu?

      Beijos

      Excluir