RESENHA: Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos

18:33:00

Oii meus amores! Sentiram minha falta? Me desculpem por não ter postado ontem, mas eu estava de cama. Hoje não poderia deixar de vir, pois é meu dia preferido né? Dia de RESENHA DE LIVROS! Eu havia comentado na semana passada que nesta eu falaria sobre a coleção Os Instrumentos Mortais. Mas eu tinha em mente falar sobre os seis livros da coleção de uma vez só, porém hoje decidi falar separadamente, um por dia. Então vamos lá...

Cidade dos Ossos: Clary Fray, 15 anos, decide passar a noite em uma boate da moda em Nova York, e o maior de seus problemas provavelmente seria lidar com o truculento segurança da porta, certo? Errado. Clary testemunha um crime, e não um crime qualquer: um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por enigmáticas tatuagens, brandindo armas esquisitas. Para completar; o corpo da vítima desaparece no ar.
Clary quer ligar para a polícia; quer gritar; quer chamar seu amigo Simon, que ficou na boate enquanto ela teve a infeliz ideia de perseguir o menino bonitinho de cabelo azul... Mas como explicar a eles que ninguém mais na rua enxerga os assassinos, apenas ela? Como provar que houve um crime se não há rastro algum do sangue do garoto morto - aliás, era mesmo um menino?
Mas ela nem tem tempo de tomar uma decisão; logo os assassinos se apresentam para a estranha mundana que não deveria vê-los, mas vê. Jace, Alex e Isabelle são Caçadores de Sombras, guerreiros cuja missão é proteger o mundo que conhecemos de demônios e outras criaturas. Vampiros que saem da linha, lobisomens descontrolados, monstros cheios de veneno? É por aí mesmo. E depois desse primeiro contato com o Mundo das Sombras, e com Jace - um caçador que tem a aparência de um anjo, mas a língua tão afiada quanto Lúcifer -, a vida de Clary nunca mais será a mesma. Mesmo.

Minha opinião: É uma história envolvente, fantástica e de tirar o fôlego, literalmente. Um livro que não dá para desgrudar os olhos das páginas. É cheio de mistério, ação, romance, ironia, cenas cômicas e dramáticas. Ele prende nossa atenção do início ao fim. Cassandra Clare criou o cenário perfeito, os personagens são corajosos apesar de seus medos, também possuem muitos segredos que deixa tudo ainda mais emocionante. É evidente que sou do time dos amantes de Os Instrumentos Mortais, está na cara. Mas tudo isso se dá ao fato do meu grande amor platônico pelo lindo e destrutível Jace. É impossível não se apaixonar pelo mocinho malvado da história. O livro superou muito além das expectativas que eu criava, pois eu conheci a saga pelo filme, que amei, mas de longe prefiro mil vezes os livros. O contexto é absurdamente incrível.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 comentários

Youtube

Curta no Facebook

Twitter