Coisas que você deveria fazer antes de morrer...

06:13:00

A vida é uma caixinha de surpresas. As vezes cheia de felicidade, outras nem tanto. Com muitos erros e acertos, mas o importante é todo o aprendizado que captamos de tudo isso. Ao longo dos anos, são inúmeras escolhas que devemos ter, e nem todas serão as mais corretas, ou no momento até serão, mas depois de um certo tempo, não mais. E nesses muitos caminhos que trilhamos, muitas pessoas passam por eles, algumas ficam, outras estão só de passagem.

Desde criança desejamos crescer, e quando acontece, queremos mais do que tudo no mundo, voltar no tempo. Os compromissos são muitos e o tempo passa voando. Se bobear demais, hoje é 2017, você piscou os olhos, quando abrir já estamos em 2020. É isso mesmo, passa tão rápido que quando percebemos não fizemos nem metade do que queremos ou prometemos. E os sonhos e planos são muitos. Então, antes que seja tarde demais, que tal descobrir 4 coisas que todos deveríamos fazer antes de morrer?


4 coisas que você deveria fazer antes de morrer:

1. Enfrentar seus medos:

Não importa quanta coragem você possua, sempre existirá algo, uma única coisa que seja, que te dará medo. Seja de altura, aranhas, lugares fechados, passar por uma ponte e etc. São muitos os medos existentes na face da Terra, e você possui algum. Todos nós possuímos. O meu, por exemplo, é de altura e aranhas, tenho um medo tão grande, que chega a ser uma fobia. Em alguns casos, já fiquei paralisada de medo e as pernas bambearam, resultando num ataque de histeria enorme. Porém, aprendi que não devemos deixar os medos consumirem a gente, nem deixar que eles ditem as regras da nossa vida. Então, assuma o controle de tudo. Escolha um medo por dia e mostra quem é que manda. Enfrente-o, supere. É como sempre dizem: "se tem medo, vai com medo mesmo". 
2. Perdoar aos outros e a si mesmo:

Se tem algo na vida que nos atrasa, são as mágoas do passado. Aquele peso que carregamos nas costas por anos, onde ficamos revivendo muitas e muitas vezes. Nos martirizando sobre algo que já passou, que não há volta. Portanto, saber perdoar é quase como um dom, é libertador. Perdoe os outros pelos erros cometidos contigo, pois todo mundo erra. Afinal, errar é humano. Você também comete seus deslizes. Então, você não merece o perdão? Perdoe aqueles que te feriram, mas acima de tudo, perdoe a si mesmo. Se perdoe por cada deslize, cada escolha errada, pelos caminhos escolhidos que não deram certo, por ter magoado alguém com suas palavras. Se perdoe por tudo. É com os erros que aprendemos as melhores lições.

3. Sair da zona de conforto:

Eu sei, a vida é difícil, cheia de altos e baixos. O desconhecido dá medo e insegurança. E viver nesse mundinho, onde tudo é calmo, onde sabemos o que vai acontecer e como resolver a maioria dos problemas, isso é fácil. A vida é mais tranquila e é mais fácil deitar a cabeça no travesseiro e dormir. Porém, se você continuar na sua bolha pessoal, na sua zona de conforto, as coisas que mais deseja, os maiores sonhos, aqueles que parecem quase - ou totalmente - impossíveis nunca vão acontecer. Sabe aquela famosa frase que sempre dizem? "As coisas não caem do céu". É clichê, eu sei, mas é a mais pura verdade. Se você não for à luta, se não buscar o que tanto almeja, elas não vão simplesmente aparecer na sua frente como num passe de mágicas. Ah, que bom seria se fosse assim, não é mesmo? Mas tudo que vem fácil, vai fácil. Aquilo pelo qual temos que batalhar, nos esforçar, persistir... Ah, isso sim vale a pena, isso sim permanece. Então, não perca mais tempo da sua vida, corra atrás do seu futuro, por mais louco e improvável que seja, mas vá. 
4. Arriscar-se:

Sair da zona de conforto, por si só, já é estar se arriscando. Quando você larga essa vidinha meia boca, sem sal, monótona e que não te deixa nada feliz, para ir atrás dos seus sonhos, isso é se arriscar. Então, se você tem um sonho, mas todos dizem que não é capaz, que não vai dar certo, arrisque-se. Tente. Não custa nada. Tentar é muito melhor do que ficar na dúvida. Pois a dúvida machuca, nos faz adoecer por dentro, na alma. Sabe aquela vontade louca de pular de para-quedas? Ou aquele sonho de colocar uma mochila nas costas e fazer uma viagem pelo mundo? Está esperando o quê para isso? Arrisque-se. Viva a vida, não apenas sobreviva a ela. Faça as maiores loucuras que deseja. Sinta a adrenalina tomar conta de si. Seja feliz.

E mais uma vez eu pergunto: Está esperando o quê aí sentado deixando o tempo passar? Comente.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

6 comentários

  1. Amei demais a proposta do seu post, são quatro aprendizados internos que todo mundo deveria explorar! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, muitas pessoas acham que antes de morrer precisam de uma lista de afazeres, do tipo coisas a comprar, a ter, onde ir. Mas acho que antes de mais nada, deveriam olhar si mesmos e se libertar das amarras que os prendem no mesmo lugar.

      Beijos

      Excluir
  2. Oi Gaby! Adorei as coisas que tu propôs nesse post. Pelo título, esperava aqueles posts com coisas mais clichês (tipo viajar ao redor do mundo, pular de bungee jump hahah) e aí me surpreendi muito positivamente <3 Acho que as mudanças internas e coisas que vamos levar pra vida valem muito mais do que o resto. Tenho tentado há um tempo já me arriscar mais, enfrentar meus medos e sair da minha zona de conforto. Está tudo relacionado, né? E saber perdoar também é importantíssimo para sabermos lidar melhor com as coisas.

    Beijos!

    Letras na Gaveta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari. Fico muito feliz em ver que gostou do post. Como tu disse, as mudanças internas são mais importantes e também o que levamos conosco até a morte.

      Beijos

      Excluir
  3. São aquelas coisas que no fundo todo mundo sabe, mas na hora da prática.... rs

    Beijão
    Camila

    www.sejabelissima.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso é bom começar a tentar fazer isso desde já, pra não perder tempo kkkkk

      Beijos

      Excluir

Youtube

Curta no Facebook

Twitter