Na academia (parte IV): Treino de JUMP

05:12:00

Cuidar da saúde é algo bem complicado, você precisa ser extremamente rigoroso, dedicado e comprometido com isso. Mas aí o final de semana chega e tendemos a comer mais besteiras do que o normal. Sem contar que aquele churrasquinho de domingo é sagrado, né? Mas depois a culpa vem e tudo que desejamos é gastar todas essas calorias que ganhamos. 


Pra isso existe um treino aeróbico muito bom que irá achar bem interessante. O JUMP é uma das aulas mais procuradas nas academias. E além de trazer benefícios para a saúde, esse exercício emagrece. Essa é uma ótima maneira de gastar aquelas calorias e entrar em forma se divertindo ao mesmo tempo.

Então, mais uma vez, venho falar um pouquinho mais sobre outro treino que faço na academia. Eu ouvia falar muito bem de Jump, mas morria de medo de ter grandes problemas no joelho e tornozelo ao praticar, mas quando resolvi me arriscar e fazer as aulas, tive uma das melhores e mais satisfatórias surpresas. 

O que é JUMP?

JUMP traduzido do inglês significa: pular. A aula consiste em um exercício aeróbico que é praticado em um mini trampolim ou cama elástica. É um exercício bastante popular entre atletas, porque embora seja usado o mesmo grupo muscular do ato de correr, a solicitação motora é diferente promovendo mais resistência aos músculos.

Como funciona?

As aulas são feitas com uma série de movimentos e intensidade diversificados. São aulas bem dinâmicas, onde são realizadas coreografias simples ou até corridas estacionárias. Essas aulas são praticadas em grupo com músicas muito animadas, tornando os exercícios mais intensos e divertidos. Porém, podem ser feitos exercícios no jump sem precisar participar das aulas. O exercício é um ótimo aquecimento antes de outros.

Como surgiu?

Por volta de 1938 foi concebido a princípio o primeiro protótipo do mini trampolim, porém a prática se tornou popular em 1975, tendo início nos Estados Unidos. A fim de evitar que o Jump fosse realizado sem qualquer preceito e direção, foram criados diversas modalidades ou a mesma modalidade porém com nomes diferentes: body jump, body system, power jump e jump fit.

Leia também: Na academia (parte II): treino de HIIT

Quais os benefícios?

1. Fortalece os ossos e músculos

O Jump também fortalece os membros inferiores: o quadríceps (parte anterior da coxa), os ísquios tibiais (parte posterior da coxa), também os glúteos e panturrilhas. Os músculos do abdômen  atuam como estabilizadores durante as aulas, fazendo com que o trabalho em isometria seja bastante intenso. Também tonifica a região lombar.

2. Melhora o equilíbrio e coordenação motora

O Jump exige coordenação motora simples e compreensível, mas é preciso de bastante concentração para realizar os movimentos, principalmente à postura. Com a prática o equilíbrio dinâmico será desenvolvido e aperfeiçoado. O Jump tem características de treinamento funcional por possibilitar a vicissitude ao corpo. Isso faz com que os músculos estabilizadores - lombar e abdômen - sejam ativados a força.

3. Melhora a capacidade cardiovascular

A prática constante favorece o aumento da aptidão cardiovascular. O nosso coração funciona assim: o sistema cardiovascular é composto por coração, artérias e veias que transportam sangue e oxigênio para o coração e todo o restante do corpo, resultando num bom funcionamento do organismo inteiro. Serão nas tarefas diárias que podem ser percebidas as mudanças, desenvolvendo-as com mais facilidade e agilidade e sentindo menos cansaço. 

4. Perda de peso

Por ser um exercício aeróbico e intenso, possui alto gasto calórico. Numa aula de 50 minutos é possível gastar de 400 à 900 calorias. Com a prática o aluno se familiariza com a mini cama elástica, conseguindo trabalhar melhor os movimentos e com mais intensidade, gerando o aumento do gasto calórico. Os movimentos intensos e muitas vezes rápidos faz com que haja contração muscular dos quadríceps, glúteos e abdômen, comprimindo os vasos linfáticos, resultando na eliminação de toxinas e gorduras do organismo. Ele também auxilia na diminuição do inchaço e da gordura localizada na barriga.

Leia também: Na academia (parte I): treino de TRX

5. Combate a celulite e melhora a circulação sanguínea

O Jump é comparável a uma drenagem linfática é equivale a uma sessão intensa. Ele contribui para uma menor retenção de líquidos e eliminação de toxinas. Quando ocorrem as contrações musculares ocorre uma compressão ao redor dos vasos linfáticos que provocam uma curva ascendente maior do sentido da linfa para a bexiga. Por isso, muitas pessoas sentem vontade de urinar após as aulas. Ela também auxilia na desobstrução da corrente sanguínea, combate edemas e auxilia aos gânglios na excreção toxinas por meio dos rins, intestinos e glândulas.

Anotações extras:

Já pratico esta aula a quase dois meses e vejo bastante diferença, principalmente na diminuição de retenção de líquidos. No mês passado, precisei parar por duas semanas, e percebi que voltei a reter bastante líquidos e ficar bem inchada na região da barriga. Assim que voltei as aulas, percebi quanto meu corpo já estava acostumado e bem preparado, pois tive bastante dificuldade em respirar e completar os movimentos. São aulas maravilhosas, mas bem cansativas e desgastantes.

E você, já ouviu falar nessa modalidade? Já participou de alguma aula de Jump? Comente.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

8 comentários

  1. O jump parece ser bem animado, afinal estimula todo o corpo, faz a gente gastar bastante caloria e a gente fica ali pulando feliz. Fora que eu voltaria a viver minha infância nessa cama elástica <3 hahaha! Adoro! Não sabia desses benefícios. Isso de melhorar o equilíbrio e a coordenação motora já me seria útil, porque eu até tenho um bom equilíbrio, mas coordenação motora é 0, ainda mais com meu lado esquerdo do corpo, hahaha! Isso da capacidade cardiovascular também, já que to com o colesterol alto, preciso dar um jeito nisso aqui antes que seja tarde, haha! Esse ano surgiram um monte de celulites em mim que eu fiquei e estou completamente assustada, então depois disso tudo, já to considerando fazer aulas de jump (se eu encontrar por aqui em um preço bacana). Post completinho, adorei!
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thami tu não tem noção como é ótima pra equilíbrio. Eu faço a mais de 1 mês e nunca tive muitos problemas com isso, mas agora eu tenho um equilíbrio maravilhoso, fico até espantada. Coordenação é ótimo também, já que fazemos movimentos quase como uma dança. Mas, para mim, a questão que mais ajudou foi a capacidade cardiovascular. Eu tinha problemas enormes com isso em questão a fôlego, passava mal com essas coisas. Agora já estou bem melhor. Recomendo demais. De todas as aulas que faço e publiquei aqui, esse é o mais fácil de fazer.

      Beijos

      Excluir
  2. nossa aula de jump cansa pra caramba e queima mt caloria né, super completo e informativo seu post

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cansa, mas comparado a HIIT, ela é bem tranquila.

      Beijos

      Excluir
  3. Gosto muito de praticar exercícios, desde que aquilo não seja como uma obrigação e acho que o jump tem muito disso, é mais funcional, criativo e nos deixa mais motivado. Amei seu post, Gaby! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é algo que vejo muito nas pessoas hoje em dia, fazer exercícios por obrigação. Isso é algo para quem realmente gosta ou que tem que acabar gostando, tipo no caso de saúde. Mas sim, é mais funcional, é aeróbico, então tem aquele lado mais divertido.

      Beijos

      Excluir
  4. Adorei os benefícios, parece realmente ótimo mesmo, adoreei saber mais! <3
    Bisous,
    BLOG PEQUENO MUFFIN | LARA REIS
    www.pequenomuffin.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim, é ótimo. É uma das minhas aulas preferidas. Cansa bastante e trás um resultado ótimo.

      Beijos

      Excluir